Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Novidades’

Seres extraterrestres estiveram na Terra na Antiguidade e estabeleceram comunicação com

as sociedades humanas primitivas?

Um dos primeiros a divulgar amplamente a ideia de que podemos ter mantido contato com civilizações

extraterrestres na Antiguidade foi curiosamente um dos mais conhecidos céticos.

No livro “Vida Inteligente no Universo” (1966) o astrônomo Carl Sagan, em colaboração com o

colega  soviético Iosif Shklovsky

dedica um capítulo inteiro para defender seriamente a possibilidade de um contato em eras passadas.

Já então a dupla indicou um possível deus astronauta:
o enigmático personagem da mitologia suméria, Oannes.
Quimera metade peixe, diz a lenda que a criatura surgiu no Golfo Pérsico por volta de 4.000AC
e ensinou várias artes
e ciências aos homens.
Seriam os ecos longínquos do contato com um alienígena benevolente?
*
*
*
Uma pesquisa publicada nesta quinta-feira (8) resolve uma questão que os astrônomos tentavam solucionar havia tempos. A observação feita pela equipe do Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês), do qual o Brasil faz parte, confirmou uma teoria já existente, e pode servir ainda para aprimorá-la.

O estudo é sobre um fenômeno conhecido como nebulosa planetária que, apesar do nome, não envolve um planeta, de fato. Uma nebulosa planetária é uma concha brilhante de gás situada em torno de anãs-brancas – estrelas do mesmo tipo que o Sol, no último estágio de vida.

Mais especificamente, a nebulosa estudada foi a Fleming 1, conhecida por ter jatos extraordinariamente simétricos, o que é estranho para conjuntos como esse. Os astrônomos nunca haviam chegado a um consenso para explicar esse comportamento atípico.

O grupo liderado por Henri Boffin combinou observações do telescópio VLT e dados anteriores e concluiu que, no centro dessa nebulosa não há apenas uma, mas sim duas estrelas, que giram uma em torno da outra.

Pares como esse são conhecidos como estrelas binárias, e a hipótese já tinha sido apresentada para explicar esse fenômeno. Com a descoberta, os cientistas melhoram a compreensão de como esses conjuntos

se formam no Universo.

“Os nossos resultados confirmam de modo consistente o papel desempenhado pela interação entre pares de estrelas, no sentido de darem forma, ou até formarem, as nebulosas planetárias,”

afirmou Boffin, em material divulgado pelo ESO.
*

Read Full Post »