Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 18 de março de 2020

Até dói…

Read Full Post »

Que LINDEZA!

Resultado de imagem para milhos coloridos
Resultado de imagem para milhos coloridos
Resultado de imagem para milhos coloridos
Resultado de imagem para milhos coloridos
Resultado de imagem para milhos coloridos
Resultado de imagem para milhos coloridos
Resultado de imagem para milhos coloridos
Nem dá coragem de comer… hahaha! Né?

Google

Read Full Post »

T E S T E

MEU RESUL: Sua característica mais estranha é a introversão
(verdade… rsrsrsrs mas me esforço e todos me consideram extrovertida! hahaha!)

Muitas pessoas são introvertidas de uma maneira ou de outra, e não há nada de errado nisso. Às vezes, no entanto, pode parecer uma característica estranha, porque impede o mundo de ver todos os seus aspectos fantásticos. Talvez sua experiência passada tenha feito você assim e talvez seja algo que você sempre teve, mas para aqueles que o rodeiam, parece que você sempre mantém uma parte de si escondida e segura. É difícil, mas quando você se abre para alguém, pode ser uma experiência maravilhosa. Experimente algumas vezes.

CLIC:
https://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=15476

Resultado de imagem para Cachorro introvertido

Resultado de imagem para Cachorro introvertido
Resultado de imagem para Cachorro introvertido

Read Full Post »

Resultado de imagem para Jesus médico do Mundo doente
Nesta segunda (16), 8.000 pessoas foram denunciadas na Itália por sair de casa sem motivo. O governo endureceu ainda mais as restrições. O chefe da região do Vêneto anunciou que vai aumentar os testes diários de 3.000 para 11.300. Segundo Luca Zaia, cada caso identificado e isolado pode significar dez contaminados a menos.

A Espanha é o segundo país europeu com mais casos: 11 mil infectados e 491 mortes. Outros países europeus tomaram medidas restritivas para controlar a circulação de pessoas nas ruas e evitar a transmissão.

Cerca de 100 mil agentes de segurança da França foram mobilizados para fiscalizar as ruas e multar quem não respeitar as regras de confinamento estabelecidas pelo governo francês a partir desta terça (17).
Segundo um balanço realizado pela agência France Presse, o continente superou a Ásia no número de mortes provocadas pelo vírus.

https://g1.globo.com/turismo-e-viagem/noticia/2020/03/18/sem-turistas-e-barcos-coloracao-da-agua-dos-canais-de-veneza-fica-mais-clara-e-nitida.ghtml
Resultado de imagem para Mundo doente
De acordo com informações da Organização Mundial da Saúde atualizadas às 16h40 desta quarta-feira (18), houve 194.029 casos confirmados e 7.873 mortes por Covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus, em 164 países e territórios.
Veja abaixo quais são e quantos casos há em cada um:

China: 81.151 casos
Itália: 31.506 casos
Irã: 16.169 casos
Espanha: 11.178 casos
Coreia do Sul: 8.413 casos
França: 7.652 casos
Alemanha: 7.156 casos
Estados Unidos: 4.356 casos
Suíça: 2.650 casos
Reino Unido: 1.954 casos
Países Baixos: 1.705 casos
Bélgica: 1.486 casos
Áustria: 1.471 casos
Noruega: 1.423 casos
Suécia: 1.167 casos
Dinamarca: 1.044 casos
Canadá: 993 casos
Japão: 873 casos
Navio Diamond Princess: 712 casos
Malásia: 673 casos
Austrália: 510 casos
República Tcheca: 464 casos
Portugal: 448 casos
Catar: 442 casos
Grécia: 387 casos
Finlândia: 319 casos
Israel: 304 casos
Irlanda: 292 casos
Eslovênia: 275 casos
Singapura: 266 casos
Estônia: 258 casos
Polônia: 246 casos
Romênia: 246 casos
Paquistão: 241 casos
Bahrein: 237 casos
Brasil: 234 casos

Islândia: 225 casos
Tailândia: 212 casos
Luxemburgo: 203 casos
Chile: 201 casos
Egito: 196 casos
Filipinas: 187 casos
Indonésia: 172 casos
Arábia Saudita: 171 casos
Iraque: 154 casos
Índia: 147 casos
Kuwait: 142 casos
Líbano: 120 casos
Peru: 117 casos
Federação Russa: 114 casos
Emirados Árabes Unidos: 113 casos
São Marinho: 104 casos
Turquia: 98 casos
Eslováquia: 97 casos
México: 93 casos
Panamá: 86 casos
Sérvia: 85 casos
África do Sul: 85 casos
Bulgária: 81 casos
Argentina: 79 casos
Letônia: 71 casos
Vietnã: 66 casos
Colômbia: 65 casos
Croácia: 65 casos
Argélia: 60 casos
Equador: 58 casos
Hungria: 58 casos
Brunei: 56 casos
Jordânia: 56 casos
Albânia: 55 casos
Armênia: 52 casos
Costa Rica: 50 casos
Marrocos: 49 casos
Ilhas Faroé: 47 casos
Bielorrússia: 46 casos
Palestina: 44 casos
Sri Lanka: 42 casos
Geórgia: 38 casos
Malta: 38 casos
Venezuela: 36 casos
Azerbaijão: 34 casos
Camboja: 33 casos
Chipre: 33 casos
Cazaquistão: 33 casos
Omã: 33 casos
Macedônia do Norte: 31 casos
Senegal: 31 casos
Moldávia: 30 casos
Uruguai: 29 casos
Guadalupe: 27 casos
Bósnia e Herzegovina: 26 casos
Lituânia: 26 casos
Tunísia: 24 casos
Afeganistão: 22 casos
República Dominicana: 21 casos
Burkina Faso: 20 casos
Nova Zelândia: 20 casos
Andorra: 16 casos
Martinica: 16 casos
Uzbequistão: 16 casos
Ucrânia: 14 casos
Maldivas: 13 casos
Bolívia: 12 casos
Jamaica: 12 casos
Ilha da Reunião: 12 casos
Guiana Francesa: 11 casos
Paraguai: 11 casos
Bangladesh: 10 casos
Camarões: 10 casos
Mônaco: 9 casos
Honduras: 8 casos
Ruanda: 8 casos
República Democrática do Congo: 7 casos
Gana: 7 casos
Liechtenstein: 7 casos
Etiópia: 6 casos
Guatemala: 6 casos
Costa do Marfim: 6 casos
Cuba: 5 casos
Jersey: 5 casos
Mongólia: 5 casos
Trinidad e Tobago: 5 casos
Guam: 5 casos
Guiana: 4 casos
Quênia: 4 casos
Ilhas Seychelles: 4 casos
Aruba: 4 casos
Curaçau: 3 casos
Guiné Equatorial: 3 casos
Polinésia Francesa: 3 casos
Gabão: 3 casos
Gibraltar: 3 casos
Mayotte: 3 casos
Nigéria: 3 casos
Porto Rico: 3 casos
São Bartolomeu: 3 casos
Namíbia: 2 casos
San Martin: 2 casos
Santa Lúcia: 2 casos
Ilhas Virgens Americanas: 2 casos
Libéria: 2 casos
Montenegro: 2 casos
Barbados: 2 casos
Antígua e Barbuda: 1 caso
Butão: 1 caso
Ilhas Cayman: 1 caso
República Centro-Africana: 1 caso
Congo: 1 caso
Eswatini: 1 caso
Guernsey: 1 caso
Guiné: 1 caso
Santa Sé: 1 caso
Mauritânia: 1 caso
Nepal: 1 caso
São Vicente e Granadinas: 1 caso
Sudão: 1 caso
Togo: 1 caso
Suriname: 1 caso
Somália: 1 caso
Benin: 1 caso
Tanzânia: 1 caso
Bahamas: 1 caso
Gâmbia: 1 caso
Djibuti: 1 caso
Montserrat: 1 caso

https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/03/16/coronavirus-veja-quais-paises-ja-registraram-casos-da-doenca.ghtml
Resultado de imagem para Mundo doente
Resultado de imagem para Mundo doente
Resultado de imagem para Mundo doente
Resultado de imagem para Jesus médico do Mundo doente
Google

Read Full Post »

Norwegian Jewel, navio de cruzeiro recusado em quatro países da Oceania em meio às medidas contra o novo coronavírus — Foto: Reprodução/Norwegian Cruise Line
Norwegian Jewel, navio de cruzeiro recusado em quatro países da Oceania em meio às medidas contra o novo coronavírus — Foto: Reprodução/Norwegian Cruise Line

Brasileiros a bordo do navio Norwegian Jewel ainda aguardam uma definição sobre como conseguirão voltar para casa. Após partir da Austrália no fim de fevereiro, a embarcação foi recusada em quatro países no Pacífico Sul por causa das medidas de contenção à pandemia do novo coronavírus (veja mais abaixo o percurso do cruzeiro).
A empresa responsável pelo cruzeiro definiu que a viagem seguirá para o Havaí, arquipélago pertencente aos Estados Unidos — o problema é que nem todos têm visto norte-americano, o que dificultaria a volta ao Brasil.
Ao G1, a passageira cearense Marta Soares assegurou que todos no Norwegian Jewel estão bem. “Não tem ninguém doente, e a companhia está dando o mesmo tratamento do cruzeiro: temos refeições, lazer e shows. Tudo o que um cruzeiro normal oferece”, disse.

“O nosso problema é conseguir desembarcar e como voltar para casa — uma vez que todo nosso [trajeto] aéreo foi perdido e são vários os problemas de entrada em países e aeroportos”, acrescentou.

Brasileiros que estão no navio Norwegian Jewel aguardam solução de retorno ao Brasil após embarcação ser rejeitada em quatro países da Oceania — Foto: Reprodução/Whatsapp
Brasileiros que estão no navio Norwegian Jewel aguardam solução de retorno ao Brasil após embarcação ser rejeitada em quatro países da Oceania — Foto: Reprodução/Whatsapp

O caso de Marta é peculiar: ela tem o visto norte-americano, mas o documento está em outro passaporte que ela não levou para a viagem.
As autoridades dos EUA permitem que dois passaportes sejam mostrados na entrada no país: o mais recente, válido, e outro antigo com o visto no prazo de validade, caso ele tenha sido emitido antes da obtenção da nova documentação brasileira.

“Meu passaporte estava vencendo para esta viagem e renovei. Deram outro passaporte, e, como não ia para os Estados Unidos, não fui acertar. E meu marido é um dos que está com o visto norte-americano vencido”, preocupa-se a brasileira.

Além disso, nenhum passageiro havia comprado passagens aéreas para o cruzeiro por Honolulu. Afinal, o Havaí nunca fez parte do itinerário inicialmente previsto para o Norwegian Jewel.

O médico brasileiro Nelson Mesquita, que está no navio, estima que haja 50 brasileiros na embarcação. A empresa responsável não confirmou o número exato. Veja o relato no VÍDEO acima.

“Estamos solicitando ajuda do governo brasileiro para que nos resgate assim que chegarmos a Honolulu, porque achamos que essa é a melhor forma de encaminhar a solução para o problema que estamos vivendo”, pediu o médico.

Em nota, o Ministério das Relações Exteriores informou que consulados e embaixadas “permanecem à disposição para receber demandas dos brasileiros geradas” pela pandemia do novo coronavírus.

“Recomenda-se a todos os cidadãos brasileiros no exterior que mantenham a serenidade e observem estritamente as medidas determinadas pelas autoridades locais, e que, se necessário, busquem contato direto com o Consulado ou Embaixada do Brasil responsável pela região onde se encontram”, diz a nota do Itamaraty.
Em mensagem publicada nas redes sociais, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disse que o Itamaraty “está trabalhando com total prioridade para viabilizar, em coordenação com outros órgãos, o retorno ao Brasil dos viajantes brasileiros que enfrentam dificuldades em países estrangeiros por restrições ligadas ao coronavírus”.

VEJA VÍDEO, CLIC:

https://g1.globo.com/mundo/noticia/2020/03/18/brasileiros-em-navio-rejeitado-por-4-paises-temem-nao-conseguir-voltar-para-casa.ghtml

A viagem começou em 28 de fevereiro, em Sydney e terminaria nesta sexta-feira em Papeete, no Taiti — território que pertence à França. Por causa do novo coronavírus, a empresa Norwegian Cruise Line (NCL), responsável pelo cruzeiro, interrompeu o percurso e solicitou o desembarque em Auckland, na Nova Zelândia.
Entretanto, a entrada do navio foi recusada tanto pelas autoridades francesas quanto pelas neozelandesas. A embarcação também não pode retornar à Austrália e foi impedida de chegar a Fiji, um arquipélago da Oceania. Todos os países adotaram restrições devido à pandemia de Covid-19.
A NCL, então, definiu que o navio deveria passar em Pago Pago, na Samoa Americana, apenas para reabastecimento nesta terça-feira (17). De lá, o navio segue viagem para Honolulu, no Havaí. Veja o MAPA abaixo.

Trajeto do navio de cruzeiro Norwegian Jewel — Foto: G1 Mundo
Trajeto do navio de cruzeiro Norwegian Jewel — Foto: G1 Mundo

O médico Nelson Mesquita, do Rio de Janeiro, conta que o navio navegou “sem rumo pelo Pacífico Sul”. “Não tivemos por parte do capitão nenhuma evidência de uma solução imediata para isso”, relatou.

“Compreendemos a dificuldade que ele tem, mas isso nos causou grande angústia por não sabermos qual nosso destino final”, disse Nelson.

O que diz a empresa?

Em nota, a Norwegian Cruise Line (NCL) disse que vai recolocar os passageiros que reservaram voos pela companhia de cruzeiros em outras viagens. Para aqueles que comparam bilhetes aéreos por fora, a operadora também diz que vai reembolsar “qualquer taxa adicional”.

A NCL também informou que os passageiros do Norwegian Jewel poderão requisitar reembolso e compensação pelas seguintes modalidades:

* crédito de 150% do valor original pago para o cruzeiro a ser usado em outra viagem até 31 de dezembro de 2022
* reembolso da viagem, que pode ser solicitado até 23 de março.

Além disso, a empresa assegurou que os passageiros do Norwegian Jewel terão direito a maior acesso à internet dentro do navio “para que possam fazer os trâmites de viagem necessários e se comunicar com amigos e família”.

https://g1.globo.com/mundo/noticia/2020/03/18/brasileiros-em-navio-rejeitado-por-4-paises-temem-nao-conseguir-voltar-para-casa.ghtml

Read Full Post »

ANJOS de PURA LUZ…

Resultado de imagem para Anjos de Luz
Recebi hoje uma mensagem que creio e, por isso, vou repassar para vocês. Quem crê e quem não crer poderá fazer pois nada custa se proteger de todas as formas. Essa será uma das formas que os Espíritos do Bem nos ajudarão:

💚💛💚💛💚💛💚💛💚💛💚💛
Mensagem recebida no
CENTRO TUPYARA
(Centro Espírita de Cura)
que fica à R. Luis Bezerra, 116
Lins de Vasconcelos
Rio de Janeiro – RJ.
💚💛💚💛💚💛💚💛💚💛💚💛

A mensagem é a seguinte: HOJE, ÀS 19:30 HORAS, horário de Brasília, coloque um esparadrapo na altura do lugar de aplicação de injeção no braço esquerdo. Durma com ele. Quando for 1 hora da manhã todos nós receberemos várias vacinas de doenças que já estão no planeta e outras que já estão chegando, A Espiritualidade Maior passou por intermédio da Médium Leandra Ribeiro Gomes. O esparadrapo de 2 a 3 centímetros de tamanho. Só retire após 24 horas, ou seja, no dia seguinte a 1 hora da manhã ou após. EU creio. Eu farei! Passe para quantos você quiser. É um Bem para todos! Obrigada!

Resultado de imagem para oração
Google

Read Full Post »

O MUNDO EM SILÊNCIO!

18 de março - Um homem corre em frente à Torre Eiffel, em Paris, completamente vazia após o presidente francês Emmanuel Macron anunciar que a partir do meio-dia da terça-feira (17) as pessoas poderão deixar o local onde vivem apenas para as atividades necessárias, como como comprar comida, ir trabalhar ou fazer caminhadas devido à epidemia do novo coronavírus (COVID-19) — Foto: Thibault Camus/AP
18 de março – Um homem corre em frente à Torre Eiffel, em Paris, completamente vazia após o presidente francês Emmanuel Macron anunciar que a partir do meio-dia da terça-feira (17) as pessoas poderão deixar o local onde vivem apenas para as atividades necessárias, como como comprar comida, ir trabalhar ou fazer caminhadas devido à epidemia do novo coronavírus (COVID-19) — Foto: Thibault Camus/AP
18 de março - Uma sala de aula é vista completamente vazia em Staffordshire, no Reino Unido, devido à epidemia do novo coronavírus (COVID-19) — Foto: Carl Recine/Reuters
18 de março – Uma sala de aula é vista completamente vazia em Staffordshire, no Reino Unido, devido à epidemia do novo coronavírus (COVID-19) — Foto: Carl Recine/Reuters
14 de março - Centenas de pessoas fazem fila com carrinhos de compra para entrar em um supermercado em Novato, na Califórnia, nos EUA. Alguns americanos estão estocando comida, papel higiênico, água e outros itens de necessidade básica após a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarar o coronavírus uma epidemia — Foto: Justin Sullivan/Getty Images via AFP
14 de março – Centenas de pessoas fazem fila com carrinhos de compra para entrar em um supermercado em Novato, na Califórnia, nos EUA. Alguns americanos estão estocando comida, papel higiênico, água e outros itens de necessidade básica após a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarar o coronavírus uma epidemia — Foto: Justin Sullivan/Getty Images via AFP
10 de março - Uma senhora espera ser atendida atrás de linhas amareladas que marcam a distância que os clientes precisam manter entre eles dentro de um supermercado na área de Trastevere, na Itália — Foto: Guglielmo Mangiapane/Reuters
10 de março – Uma senhora espera ser atendida atrás de linhas amareladas que marcam a distância que os clientes precisam manter entre eles dentro de um supermercado na área de Trastevere, na Itália — Foto: Guglielmo Mangiapane/Reuters
17 de março - Pessoas mantém distância uma das outras em fila para fazerem compras em um supermercado durante epidemia do novo coronavírus em Manila, nas Filipinas — Foto: Aaron Favila/AP
17 de março – Pessoas mantém distância uma das outras em fila para fazerem compras em um supermercado durante epidemia do novo coronavírus em Manila, nas Filipinas — Foto: Aaron Favila/AP
18 de março - A área de check-in da Austrian Airlines é vista completamente vazia no aeroporto Schwechat, em Vienna, na Áustria — Foto: Leonhard Foeger/Reuters
18 de março – A área de check-in da Austrian Airlines é vista completamente vazia no aeroporto Schwechat, em Vienna, na Áustria — Foto: Leonhard Foeger/Reuters
18 de março - O Grande Canal perto da Ponte Rialto, em Veneza, é visto com águas claras como resultado da interrupção do tráfego de lanchas após o bloqueio do país durante a nova crise de coronavírus — Foto: Andrea Pattaro/AFP
18 de março – O Grande Canal perto da Ponte Rialto, em Veneza, é visto com águas claras como resultado da interrupção do tráfego de lanchas após o bloqueio do país durante a nova crise de coronavírus — Foto: Andrea Pattaro/AFP
17 de março - Repórteres e fotógrafos mantém uma distância de segurança durante uma coletiva sobre a epidemia do novo coronavírus (COVID-19) na prefeitura de Nova York, nos EUA — Foto: Jeenah Moon/Reuters
17 de março – Repórteres e fotógrafos mantém uma distância de segurança durante uma coletiva sobre a epidemia do novo coronavírus (COVID-19) na prefeitura de Nova York, nos EUA — Foto: Jeenah Moon/Reuters
12 de março -  O estádio Presidente Peron é visto vazio durante partida da Copa Libertadores entre Alianza Lima e Racing em Buenos Aires, na Argentina. A partida foi disputada com portões fechados para a torcida para conter a transmissão do novo coronavírus Covid-19 — Foto: Gustavo Garello/AP
12 de março – O estádio Presidente Peron é visto vazio durante partida da Copa Libertadores entre Alianza Lima e Racing em Buenos Aires, na Argentina. A partida foi disputada com portões fechados para a torcida para conter a transmissão do novo coronavírus Covid-19 — Foto: Gustavo Garello/AP
18 de março - Uma passageira tem a temperatura medida por um voluntário em uma estação de trem em Lahore, no Paquistão, como medida para conter o avanço do novo coronavírus (COVID-19) — Foto: K.M. Chaudhry/AP
18 de março – Uma passageira tem a temperatura medida por um voluntário em uma estação de trem em Lahore, no Paquistão, como medida para conter o avanço do novo coronavírus (COVID-19) — Foto: K.M. Chaudhry/AP
17 de março - Um saguão de embarque vazio é visto no aeroporto internacional de Bagdá, no Iraque, depois que o país suspendeu os vôos em seus aeroportos domésticos à medida que o novo coronavírus (COVID-19) se espalha — Foto: Thaier Al-Sudani/Reuters
17 de março – Um saguão de embarque vazio é visto no aeroporto internacional de Bagdá, no Iraque, depois que o país suspendeu os vôos em seus aeroportos domésticos à medida que o novo coronavírus (COVID-19) se espalha — Foto: Thaier Al-Sudani/Reuters
18 de março - Uma funcionária passa por um cliente próximo a prateleiras vazias em uma loja da Sainsbury em Harpenden, no Reino Unido, durante a epidemia do novo coronavírus (COVID-19) — Foto: Peter Cziborra/Reuters
18 de março – Uma funcionária passa por um cliente próximo a prateleiras vazias em uma loja da Sainsbury em Harpenden, no Reino Unido, durante a epidemia do novo coronavírus (COVID-19) — Foto: Peter Cziborra/Reuters
18 de março - O Arco do Triunfo, em Paris, é visto deserto após o presidente francês Emmanuel Macron anunciar que a partir do meio-dia da terça-feira (17) as pessoas poderão deixar o local onde vivem apenas para as atividades necessárias, como como comprar comida, ir trabalhar ou fazer caminhadas devido à epidemia do novo coronavírus (COVID-19) — Foto: Benoit Tessier/Reuters
18 de março – O Arco do Triunfo, em Paris, é visto deserto após o presidente francês Emmanuel Macron anunciar que a partir do meio-dia da terça-feira (17) as pessoas poderão deixar o local onde vivem apenas para as atividades necessárias, como como comprar comida, ir trabalhar ou fazer caminhadas devido à epidemia do novo coronavírus (COVID-19) — Foto: Benoit Tessier/Reuters
18 de março - Um trabalhador desinfeta uma lixeira para impedir a disseminação do novo coronavírus (COVID-19) em Pamplona, no ​​norte da Espanha. O país mobilizará 200 bilhões de euros ou o equivalente a um quinto da produção anual do país em empréstimos, garantias e subsídios para trabalhadores e cidadãos vulneráveis, anunciou o primeiro-ministro Pedro Sanchez na terça-feira (17) — Foto: Alvaro Barrientos/AP
18 de março – Um trabalhador desinfeta uma lixeira para impedir a disseminação do novo coronavírus (COVID-19) em Pamplona, no ​​norte da Espanha. O país mobilizará 200 bilhões de euros ou o equivalente a um quinto da produção anual do país em empréstimos, garantias e subsídios para trabalhadores e cidadãos vulneráveis, anunciou o primeiro-ministro Pedro Sanchez na terça-feira (17) — Foto: Alvaro Barrientos/AP
18 de março - Prateleiras de pães normalmente cheias são vistas vazias em um supermercado de Abington, nos EUA — Foto: Matt Rourke/AP
18 de março – Prateleiras de pães normalmente cheias são vistas vazias em um supermercado de Abington, nos EUA — Foto: Matt Rourke/AP
17 de março - Um sinal de aviso de fechamento é visto no Capitólio dos EUA após o prefeito Muriel Bowser declarar estado de emergência devido à epidemia de coronavírus (COVID-19) em Washington — Foto: Tom Brenner/Reuters
17 de março – Um sinal de aviso de fechamento é visto no Capitólio dos EUA após o prefeito Muriel Bowser declarar estado de emergência devido à epidemia de coronavírus (COVID-19) em Washington — Foto: Tom Brenner/Reuters
17 de março - A ponte do Brooklyn, em Nova York, é vista completamente vazia devido à epidemia do novo coronavírus (COVID-19) — Foto: Eduardo Munoz/Reuters
17 de março – A ponte do Brooklyn, em Nova York, é vista completamente vazia devido à epidemia do novo coronavírus (COVID-19) — Foto: Eduardo Munoz/Reuters
17 de março - A estátua "Charging Bull", no Distrito Financeiro de Nova York, é vista completamente vazia devido à epidemia do novo coronavírus (COVID-19)  — Foto: Lucas Jackson/Reuters
17 de março – A estátua “Charging Bull”, no Distrito Financeiro de Nova York, é vista completamente vazia devido à epidemia do novo coronavírus (COVID-19) — Foto: Lucas Jackson/Reuters
14 de março - A avenida principal de Tirana, na Albânia, é vista vazia em meio à epidemia do novo coronavírus (COVID-19). O país intensificou medidas para conter a propagação da doença e proibiu a circulação de todos os carros (exceto ambulâncias e suprimentos) por três dias e pediu que as pessoas fiquem em casa  — Foto: Gent Shkullaku/AFP
14 de março – A avenida principal de Tirana, na Albânia, é vista vazia em meio à epidemia do novo coronavírus (COVID-19). O país intensificou medidas para conter a propagação da doença e proibiu a circulação de todos os carros (exceto ambulâncias e suprimentos) por três dias e pediu que as pessoas fiquem em casa — Foto: Gent Shkullaku/AFP
18 de março - A de Promanade é vista completamente vazia em Ahlneck, no norte da Alemanha — Foto: Jens Buettner/dpa via AP
18 de março – A de Promanade é vista completamente vazia em Ahlneck, no norte da Alemanha — Foto: Jens Buettner/dpa via AP
17 de março - Um oficial da Agência Local de Mitigação de Desastres (BPBD) pulveriza desinfetante em uma mesquita em meio à pandemia do novo coronavírus (COVID-19) em Surabaya, província de Java Oriental, na Indonésia — Foto: Zabur Karuru/Antara Foto via Reuters
17 de março – Um oficial da Agência Local de Mitigação de Desastres (BPBD) pulveriza desinfetante em uma mesquita em meio à pandemia do novo coronavírus (COVID-19) em Surabaya, província de Java Oriental, na Indonésia — Foto: Zabur Karuru/Antara Foto via Reuters
16 de março - Centenas de barcos são vistos ancorados na marina Elliott Bay durante a epidemia do novo coronavírus (Covid-19) em Seattle, nos EUA — Foto: Lindsey Wasson/Reuters
16 de março – Centenas de barcos são vistos ancorados na marina Elliott Bay durante a epidemia do novo coronavírus (Covid-19) em Seattle, nos EUA — Foto: Lindsey Wasson/Reuters
16 de março - Voluntário opera um robô usado para desinfetar uma área residencial de Wuhan, em Hubei, na China, na segunda-feira (16) — Foto: Stringer via AFP
16 de março – Voluntário opera um robô usado para desinfetar uma área residencial de Wuhan, em Hubei, na China, na segunda-feira (16) — Foto: Stringer via AFP
16 de março - Funcionária do metrô limpa catracas na estação Consolação da linha 2-verde do metrô de São Paulo. A higienização de trens e estações foi intensificada a partir desta semana devido a epidemia do novo coronavírus  — Foto: Marcelo Brandt/G1
16 de março – Funcionária do metrô limpa catracas na estação Consolação da linha 2-verde do metrô de São Paulo. A higienização de trens e estações foi intensificada a partir desta semana devido a epidemia do novo coronavírus — Foto: Marcelo Brandt/G1
16 de março - Um funcionário realiza a higienização de um vagão de metrô como medida preventiva do novo coronavírus (COVID-19) em Moscou, na Rússia — Foto: Tatyana Makeyeva/Reuters
16 de março – Um funcionário realiza a higienização de um vagão de metrô como medida preventiva do novo coronavírus (COVID-19) em Moscou, na Rússia — Foto: Tatyana Makeyeva/Reuters
15 de março - Pessoas são vistas nas varandas de suas casas em Roma, na Itália, durante confinamento para evitar a propagação do novo coronavírus — Foto: Yara Nardi/Reuters
15 de março – Pessoas são vistas nas varandas de suas casas em Roma, na Itália, durante confinamento para evitar a propagação do novo coronavírus — Foto: Yara Nardi/Reuters
18 de março - A polícia francesa evacua a praia em Pornichet, perto de La Baule, como parte das medidas para conter o avanço do novo coronavírus (COVID-19) — Foto: Stephane Mahe/Reuters
18 de março – A polícia francesa evacua a praia em Pornichet, perto de La Baule, como parte das medidas para conter o avanço do novo coronavírus (COVID-19) — Foto: Stephane Mahe/Reuters
14 de março - Painel eletrônico de um relógio exibe mensagem para pessoas se protegerem do novo coronavírus em São Paulo — Foto: Fábio Vieira/Fotorua via Estadão Conteúdo
14 de março – Painel eletrônico de um relógio exibe mensagem para pessoas se protegerem do novo coronavírus em São Paulo — Foto: Fábio Vieira/Fotorua via Estadão Conteúdo
14 de março - Mulher com máscara de proteção contra o coronavírus segura urso também com máscara em parque em Pequim, na China, neste sábado (14)  — Foto: Nicolas Asfouri / AFP
14 de março – Mulher com máscara de proteção contra o coronavírus segura urso também com máscara em parque em Pequim, na China, neste sábado (14) — Foto: Nicolas Asfouri / AFP
12 de março - Pessoas vindas da Venezuela utilizam máscaras protetoras como medida de precaução para evitar contrair o novo coronavírus COVID-19 na fronteira na Ponte Internacional Simon Bolivar em Cucuta, na Colômbia. O país declarou uma 'Emergência em Saúde' devido à nova pandemia de coronavírus, que lhe permite tomar medidas excepcionais como proibir o desembarque de navios de cruzeiro e a realização de eventos públicos com mais de 500 pessoas — Foto: Schneyder Mendoza/AFP
12 de março – Pessoas vindas da Venezuela utilizam máscaras protetoras como medida de precaução para evitar contrair o novo coronavírus COVID-19 na fronteira na Ponte Internacional Simon Bolivar em Cucuta, na Colômbia. O país declarou uma ‘Emergência em Saúde’ devido à nova pandemia de coronavírus, que lhe permite tomar medidas excepcionais como proibir o desembarque de navios de cruzeiro e a realização de eventos públicos com mais de 500 pessoas — Foto: Schneyder Mendoza/AFP
12 de março - Um funcionário da prefeitura limpa postes de luz em meio a uma tempestade de areia e temores de coronavírus perto do Templo de Luxor, no sul do Egito — Foto: Khaled Desouki/AFP
12 de março – Um funcionário da prefeitura limpa postes de luz em meio a uma tempestade de areia e temores de coronavírus perto do Templo de Luxor, no sul do Egito — Foto: Khaled Desouki/AFP
9 de março - Um homem tem sua temperatura medida por um segurança com um um termômetro infravermelho durante sua chegada a um prédio de escritórios em Nova Délhi, na Índia — Foto: Adnan Abidi/Reuters
9 de março – Um homem tem sua temperatura medida por um segurança com um um termômetro infravermelho durante sua chegada a um prédio de escritórios em Nova Délhi, na Índia — Foto: Adnan Abidi/Reuters
9 de março - Mulheres são vistas em um ônibus utilizando máscaras de proteção devido ao surto do novo coronavírus covid-19 em Bangkok, na Tailândia — Foto: Jorge Silva/Reuters
9 de março – Mulheres são vistas em um ônibus utilizando máscaras de proteção devido ao surto do novo coronavírus covid-19 em Bangkok, na Tailândia — Foto: Jorge Silva/Reuters

https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/03/18/a-vida-em-tempos-de-coronavirus-fotos.ghtml

Read Full Post »

Older Posts »