Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 11 de dezembro de 2019

Para aliviar…

Manezinho Araújo… provei ontem!!!!
A.do.rei!


Manezinho Araújo. Manuel Pereira de Araújo, conhecido como Manezinho Araújo, (Cabo de Santo Agostinho, 27 de setembro de 1913 — São Paulo, 23 de maio de 1993) foi um cantor, compositor, jornalista e pintor brasileiro.
Manezinho Araújo – Wikipédia, a enciclopédia livre

https://pt.wikipedia.org › wiki › Manezinho_Araújo
Resultado de imagem para quem foi manezinho araujo
ESTE era o Sr. Manezinho Arújo, que criou a delícia acima…

Manuel Pereira de Araújo, conhecido como Manezinho Araújo, (Cabo de Santo Agostinho27 de setembro de 1913 — São Paulo23 de maio de 1993) foi um cantorcompositorjornalista e pintor brasileiro.
Resultado de imagem para quem foi manezinho araujo
TAMBÉM FOI PINTOR…
COMPOSITOR e CANTOR
Biografia
Era filho de José Brasilino de Araújo, um funcionário da Great Western of Brazil Railway, e de Joventina Pereira de Araújo; apesar de nascido em Cabo, passou a infância no Recife, morando com os pais no bairro da Casa Amarela; nesta cidade e ainda jovem conheceu o cantor de emboladas Minona Carneiro, de quem aprendeu a música da qual foi um dos grandes divulgadores e intérprete.[1]
Ingresso no exército em 1930, toma parte no Golpe Militar daquele ano e, junto a um batalhão,invade a Bahia e constatam que o governo local já havia se rendido e os militares tomado ao poder; ainda assim recebe como recompensa a promoção a sargento e uma viagem ao Rio de Janeiro onde, após algum tempo, vê-se compelido a se apresentar em cabarés para não passar fome.[1]
Na então capital do país ele passa a se apresentar nas emissoras de rádio, vindo a ser contratado da Rádio Mayrink Veiga, onde cantava de segunda a sexta-feira, além de excursionar por vários estados do país, recebendo então o apelido de “Rei da Embolada”; também gravou jingles de produtos como “Lifebuoy” e “Óleo de Peroba“.[1]
Casado com Alaíde, conhecida como Dona Lalá, com ela monta um restaurante denominado “O Cabeça Chata”, onde se apresentava aos fregueses dentre os quais personalidades nacionais e estrangeiras como Edith PiafYul BrynnerCarmen Miranda ou Rachel de Queiroz.[1]
Entre a década de 1930 e a de 1950 gravou mais de cinquenta discos em 78 rotações e quatro LPs em gravadoras como a Odeon Records da qual foi contratado por oito anos, além de ter suas composições gravadas por vários cantores do país.[1]
Mudando-se para a capital paulista assinou contrato com a Rádio Record; além da música figurou em muitos filmes e em mais de vinte cinejornais da Atlântida Cinematográfica; teve seu maior sucesso musical com a gravação de “Dezessete e Setecentos”, composta por Luiz Gonzaga e Miguel Lima, em 1945.[1]
Na imprensa colaborou em jornais radiofônicos e com uma coluna na Revista do Rádio; em 1954 decidiu encerrar a carreira musical, e fez um show de despedida no Tijuca Tênis Clube; mas em começo da década de 1960, após dizer à esposa que era capaz de pintar melhor do que o quadro de um artista inglês que esta adquirira, e ela tê-lo desafiado a fazê-lo, começou a pintar de modo totalmente empírico, inicialmente com guache e depois a óleo, num estilo classificado como “primitivo puro”, realizando trabalhos que evocavam paisagens da infância à maturidade, retratando imagens do Nordeste como marinhas, palafitas, baianas — vindo a ser consagrado no estilo e a se tornar um dos mais conceituados no país; realizou mais de trinta exposições, tendo duas de suas obras expostas no acervo da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.[1]

Musicografia principal

Manezinho Araújo, em 1972.
Dentre as principais obras musicais do artista estão:[2][3][4]
Adeus, Pernambuco, com Hervé Cordovil – gravação por Luiz Gonzaga (1952) e depois Gilberto Gil e Manezinho Araújo.
Ai!, MariaLuperce Miranda e Minona Carneiro (1944)
Coitadinho do Manezinho, Manezinho Araújo (1939)
Como tem Zé lá na ParaíbaCatulo de Paula e Manezinho Araújo – Jackson do Pandeiro (1962)
Cuma é o nome dele?, Manezinho Araújo (1956)
Dezessete e setecentos, Luiz Gonzaga e Miguel Lima (1945)
Há sinceridade nisso?DozinhoCarvalhinho e Manezinho Araújo – César de Alencar (1952)
Mulher rendeira, domínio público (1937)
O carreté do coroné, Manezinho Araújo (1939)
O chamego da Guiomar, Luiz Gonzaga e Miguel Lima (1945)
Pra onde vai, valente?, Manezinho Araújo (1934)
Quando eu vejo a Margarida, Manezinho Araújo (1939)
Segura o gatoJosé Carlos Burle e Manezinho Araújo (1936)
Vatapá, Manezinho Araújo (1956)

Trabalho pictórico

Publicou em 1968 um catálogo contendo serigrafias, que teve apresentação feita por Aldemir Martins.[5]
Sua última exposição ocorreu em 1977, no Rio de Janeiro, uma mostra individual no Museu da Imagem e do Som.[5]

https://pt.wikipedia.org/wiki/Manezinho_Ara%C3%BAjo

Referências
↑ Ir para:a b c d e f g Semira Adler Vainsencher (6 de abril de 2004). «Manezinho Araújo». Fundação Joaquim Nabuco. Consultado em 20 de julho de 2019. Cópia arquivada em 20 de julho de 2019

 Cravo Albin. «Manezinho Araújo – discografia». Dicionário Cravo Albin de MPB. Consultado em 5 de setembro de 2019

 Cravo Albin. «Manezinho Araújo – obra». Dicionário Cravo Albin de MPB. Consultado em 5 de setembro de 2019

 Cravo Albin. «Manezinho Araújo – dados artísticos». Dicionário Cravo Albin de MPB. Consultado em 5 de setembro de 2019

↑ Ir para:a b «Manezinho Araújo». Catálogo das Artes. Consultado em 20 de julho de 2019. Cópia arquivada em 21 de julho de 2019
Resultado de imagem para Manezinho Araujo bolo
Imagem relacionada
Imagem relacionada
Google Imagens

Read Full Post »

Resultado de imagem para Suderj
VISITE A PÁGINA ABAIXO E VEJA O VÍDEO.
DÁ NOJO, VERGONHA, INDIGNAÇÃO!


https://g1.globo.com/globonews/noticia/2019/12/11/servidores-da-suderj-recebem-salarios-de-ate-r-66-mil-sem-trabalhar.ghtml

NÓS… TRABALHAMOS PARA PAGAR BOA VIDA A SAFADOS!!!
Resultado de imagem para Suderj
Resultado de imagem para Suderj
É
MUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUITA
CARA DE PAU!!!


Google Imagens
Resultado de imagem para Suderj
Servidores da Suderj recebem salários de até R$ 6,6 mil sem trabalhar

A GloboNews revelou com exclusividade um esquema de servidores fantasmas no governo do estado do Rio de Janeiro. Os funcionários estão na folha de pagamento da Superintendência de Desportos do estado, a Suderj, que é ligada à Secretaria de Esportes, recebem seus salários, mas batem ponto em outro endereço. O repórter Marcelo Bruzzi e o repórter cinematográfico Rafael Martinez investigaram durante mais de um mês funcionários que recebem salários de até R$ 6,6 mil dos cofres públicos sem aparecer para trabalhar.
Repórter: Você recebe salário como funcionário do governo do estado e não trabalha. Quer se manifestar sobre isso?
Ele não responde, tenta derrubar a câmera e sai correndo…

O homem que ficou descontrolado com uma simples pergunta é Jocinei Santos da Costa. Na rede social, simpático, ele se apresenta como Jôce do Bornier. Bornier é um sobrenome conhecido na política do Rio de Janeiro. Nelson Bornier foi três vezes prefeito de Nova Iguaçu, cidade da Baixada Fluminense.
Filho de Nelson, Felipe Bornier foi deputado federal por três mandatos. Desde o início deste ano, é secretário estadual de Esportes do governo de Wilson Witzel.
Logo no primeiro mês da nova gestão, Jocinei ganhou o cargo de assessor na Suderj, a Superintendência de Desportos do estado, ligada à Secretaria de Esportes.
A Suderj é a responsável pela administração de cinco centros esportivos, como o parque aquático Júlio Delamare e o antigo estádio de atletismo Célio de Barros.
A sede da Suderj fica no 21º andar de um prédio no centro do Rio. Esse deveria ser o local de trabalho de Jocinei Santos.
Mas uma selfie, sorridente, publicada pelo próprio assessor no dia 6 de agosto, uma terça-feira, indica que ele bate ponto em outro lugar.
Na mesma sala, um Jocinei orgulhoso exibe um certificado: auxiliar de propaganda e marketing. As fotos foram tiradas a 40 quilômetros de distância da Suderj, num endereço particular em Nova Iguaçu. Essa cidade não tem nenhum centro esportivo administrado pela Suderj.

O salário de Jocinei, de R$ 4.650, é pago com dinheiro público. O décimo terceiro já até caiu na conta. Em 12 meses, ele ganhou mais de R$ 50 mil dos cofres do estado.
Quando a GloboNews ligou para a Suderj à procura do servidor, essa foi a reação da secretária da presidência:

Secretária: Jocinei? Ele trabalha aonde, senhor?
Repórter: Aí é da Suderj?
Secretária: É.
Repórter: Ele não trabalha aí?
Secretária: Não sei, senhor. Não sei lhe informar

“É um caso clássico de improbidade administrativa, no artigo nono, que é o enriquecimento ilícito, que é o servidor público receber uma remuneração e não dar a contraprestação, que seria o seu serviço. Sem falar também no artigo 312 do Código Penal, que seria o peculato, a figura clássica de peculato”, diz Mauro Gomes de Mattos, especialista em administração pública.
Quarta-feira, 6 de novembro. Mais um dia bem longe da repartição pública. Por volta de meio-dia, Jocinei aparece com sacolas de um hortifruti.
Nesse momento, entra em cena uma outra pessoa que está na folha de pagamento do governo do Rio e que também tem uma relação bem próxima com a família Bornier: Alessandra Coutinho Cathoud Ventura.
Nas eleições do ano passado, com adesivo no peito, Alessandra e Jocinei pediram votos para o então candidato a governador Wilson Witzel.

Ela até vestiu a camisa da campanha e posou com Witzel e Felipe Bornier, que era candidato ao quarto mandato como deputado federal.
Em fevereiro deste ano, depois que Felipe Bornier assumiu a Secretaria de Esportes, Alessandra virou assistente da vice-presidência administrativa da Suderj. O salário: R$ 6,6 mil.
Dez meses depois que Alessandra ganhou a vaga no governo do Rio, encontramos a servidora, em seis dias diferentes, em Nova Iguaçu, em horários de expediente.
Um centro aquático, que não tem nada a ver com a Suderj, faz parte da rotina dela. Foi exatamente ali que a reportagem da GloboNews encontrou Alessandra com as sacolas de compras. A GloboNews ligou, mais uma vez, para a presidência da Suderj.
Repórter: Boa tarde, eu poderia falar com a Alessandra?
Secretária: Alessandra? Aqui é Suderj.
Secretária: Aqui é uma repartição do estado, Suderj.
Repórter: E não tem nenhuma servidora com esse nome?
Secretária: Alessandra… (tom de desconhecimento)

SERVIDOR ADMITE QUE É FUNCIONÁRIO FANTASMA
Quem também é funcionário público mas não aparece para trabalhar é Abílio Henriques Quintal. Ele começou 2019 ganhando o cargo em comissão de assistente da Divisão de Manutenção do Departamento de Engenharia da Vice-Presidência Administrativa da Suderj. Mais uma vez, A GloboNews entrou em contato com a Suderj:

Repórter: E Abílio Henriques Quintal?
Secretária: Também não sei lhe informar.
Se a secretária da Suderj não conhece o Abílio, quando foi abordado pela GloboNews, ele mesmo confessou que é um fantasma.

Repórter: O senhor trabalha na Suderj?
Abílio: Não.
Repórter: Eu queria saber por que o senhor está aqui em Nova Iguaçu e não está na Suderj?
Abílio não responde e sai de perto.
Todo mês o salário cai na conta de Abílio: R$ 5.200. Em um ano no cargo comissionado, o funcionário que admite não trabalhar ganhou mais de R$ 60 mil.
“Os comissionados, os servidores públicos que não são efetivos, têm as mesmas obrigações que os efetivos. Eles respondem a um código de conduta que tem direitos e obrigações. E, efetivamente, assiduidade é uma delas. Ele é obrigado a ser assíduo. Inclusive, o servidor que falta 30 dias continuamente responde a um processo de abandono de cargo público”, diz Mauro Gomes de Mattos, especialista em Administração Pública.
Às 10h de uma quinta-feira, A GloboNews encontrou Abílio, Jocinei e Alessandra em um escritório que funciona em um centro esportivo particular, em Nova Iguaçu. Do lado de fora, uma placa diz que o clube oferece natação e hidroginástica. Mas, lá dentro, nenhum deles soube dar informações sobre as aulas.

Produtor: Aqui é a secretaria?
Alessandra: Secretaria?
Produtor: Para ver o negócio da natação…
Abílio: Não. É com o seu Aloísio lá no canto lá, tá? Lá no canto lá, na porta azul.

TRIO JÁ TEVE VÁRIOS CARGOS PÚBLICOS LIGADOS À FAMÍLIA BORNIER
Essa não é a primeira vez que Jocinei, Alessandra e Abílio têm um cargo público. Os três já fizeram parte do quadro de funcionários da prefeitura de Nova Iguaçu, na última gestão de Nelson Bornier, que terminou em 2016. Também já estiveram na folha de pagamento da Câmara dos Deputados, em cargos comissionados do gabinete de Felipe Bornier.
Se todos têm experiência na administração pública, deveriam saber que a transparência é regra básica. Mas, no dia em que a GloboNews foi até o centro esportivo em Nova Iguaçu, Jocinei se trancou no banheiro para tentar fugir de perguntas simples.
Repórter: Jocinei, o senhor quer se manifestar? O senhor vai ser citado na reportagem. O senhor é funcionário da Suderj, recebe salário e não trabalha. O senhor queria se manifestar sobre isso?
Na sala usada pelos servidores do estado, a reportagem encontrou exemplares do Diário Oficial de Nova Iguaçu, documentos de partidos políticos e dezenas de fichas de filiação partidária do MDB.

Repórter: Jocinei, o senhor quer se manifestar?
Jocinei: Em relação a quê?
Repórter: O senhor é funcionário do governo do estado, está na folha de pagamento do governo.
Repórter: Você recebe salário como funcionário do governo do estado e não trabalha. Quer se manifestar sobre isso?
Ele não responde, tenta derrubar a câmera e sai correndo…

RESPOSTAS
A GloboNews pediu uma entrevista com o secretário de Esportes, Felipe Bornier, e com o presidente da Suderj, Marcelo Salgado, mas a resposta veio em forma de nota.
A Secretaria de Esportes informou que os funcionários da Suderj citados na reportagem atuam realizando trabalhos externos de acompanhamento de núcleos esportivos existentes em regiões do estado. Mas a GloboNews apurou que a Suderj não é a responsável por nenhum desses núcleos. A Secretaria de Esportes, então, enviou uma segunda nota, cinco dias depois, para a nossa produção. Disse que um processo de ampliação dos núcleos esportivos está em andamento e que está fazendo um estudo de viabilidade técnica para que a Suderj volte a administrar esses espaços.
A nota diz que Jocinei Santos, Abílio Henriques Quintal e Alessandra Cathoud poderão se tornar membros da comissão de fiscalização desses núcleos esportivos. De acordo com a Secretaria de Esportes do estado do Rio de Janeiro, quando foram abordados pela GloboNews, esses três funcionários estavam numa sala cedida, em Nova Iguaçu, para acompanhar um projeto social que existe no imóvel vizinho. Mas pedimos um contrato de cessão do espaço e esse contrato não foi enviado.

A Secretaria de Esportes do estado do Rio informou ainda que esses servidores têm suas folhas de ponto assinadas, com carga horária de 40 horas semanais, e exercem funções em horários de expediente adaptáveis. Mas a Secretaria de Esportes do Rio não enviou as folhas de ponto solicitadas pela GloboNews nem nenhum documento para comprovar o trabalho dos funcionários.
Sobre as fichas de filiação partidária encontradas pela equipe da GloboNews, o MDB informou que nenhum desses servidores têm qualquer relação com o MDB, nem, inclusive, o secretário Felipe Bornier. A nota do MDB diz ainda que o pai dele, Nelson Bornier, foi presidente do MDB de Nova Iguaçu até o ano passado. Ele se desfiliou do partido no início de 2018 e disputou as últimas eleições pelo PROS. E diz ainda que as fichas devem ter sobrado dessa época, já que ele não representa mais a legenda.

https://g1.globo.com/globonews/noticia/2019/12/11/servidores-da-suderj-recebem-salarios-de-ate-r-66-mil-sem-trabalhar.ghtml

Read Full Post »

Read Full Post »

Read Full Post »

BEM triste!

Read Full Post »

Imagine… que bela!

Resultado de imagem para Margaret Nazon
A artista
 Margaret Nazon
Bordados celestes
Via Láctea em noite estrelada
………. 🍂🌺¸¸.•💞🍀…………

Os céus estrelados inspiraram gerações de artistas e continuarão a inspirá-los. É o que demonstra a artista Margaret Nazon, pertencente ao povo da pequena comunidade das Primeiras Nações de Gwich’in, nas margens do rio Mackenzie, nos Territórios do Noroeste do Canadá, com uma rica tradição artesanal.
Margaret começou sua carreira como costureira e depois formou-se como artista têxtil. Ela conta que sempre foi interessada em tecidos, atraída pelas cores e texturas, e pensa que criar roupas e arte únicas é uma alegria. 
A artista usa contas de vidro de vários tamanhos e desenhos para capturar a beleza cintilante da Aurora Boreal e as imagens inspiradas no Telescópio Espacial Hubble. As contas são costuradas em veludo preto ou lona.
Suas cores favoritas são amarelo e azul. Amarelo representa felicidade; o azul representa a beleza e todos nós certamente poderíamos usar alguma felicidade e beleza em nossa vida diária. Seus trabalhos artísticos abstratos são extravagantes e bonitos. Segundo ela, “meu produto acabado geralmente desperta interesse em nosso conhecimento limitado do universo, em conversas sobre a definição da diferença entre uma galáxia, uma nebulosa brilhante ou uma estrela que está morrendo.”
Vamos apreciar essa beleza toda!

………. 🍂🌺¸¸.•💞🍀…………
Bordados celestes
Saturno (detalhe)
Bordados celestes
Galáxia Tadpole, a 420 milhões de anos-luz da Terra. Imagem de cima: Telescópio Espacial Hubble. Imagem de baixo: Obra de Margaret Nazon
Resultado de imagem para Margaret Nazon
Bordados celestes
Luzes brilhantes, cidade verde. Imagem  de cima: composição da NASA com dados do Telescópio Espacial Spitzer e da Pesquisa do Céu de Dois Micron.
Imagem de baixo: Obra de Margaret Nazon
Bordados celestes
Nebulosa de Tarântula, a 160.000 anos-luz de distância da Terra. Imagem de cima Telescópio Espacial Hubble. Imagem de baixo: Obra de Margaret Nazon
Bordados celestes
Resultado de imagem para Margaret Nazon
Bordados celestes
Detalhe dos bordados com miçangas de Margaret Nazon
Bordados celestes
Espiral da galáxia da Via Láctea

═══════ ღೋ♡✿♡ღೋ═══════
ღೋ♡✿♡ Nazon casa a integridade da representação com a interpretação artística, às vezes se afastando deliberadamente das cores capturadas pelo Hubble em direção à sua combinação favorita: azul e amarelo, cores que ela associa à felicidade e à beleza ღ♡✿♡

………………….. 🍂🌺¸¸.•💞🍀…………………….
═══════ ღೋ♡✿♡ღೋ═══════
Bordados celestes
Galáxia da Máscara . Imagem de cima: Telescópio Espacial Hubble. Imagem de baixo: Obra de Margaret Nazon
Bordados celestes
Resultado de imagem para Margaret Nazon
Bordados celestes
Estrela antiga transforma-se em fantasma
Bordados celestes
 Supernova 
Bordados celestes
Margaret Nazon em seu ateliê

https://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=15052
Resultado de imagem para Margaret Nazon
Google Imagens
Resultado de imagem para Margaret Nazon
Resultado de imagem para Margaret Nazon

Read Full Post »

………. 🍂🌺¸¸.•💞🍀…LOVE LOVE LOVE… 🍂🌺¸¸.•💞🍀…………

Read Full Post »

Older Posts »