Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 11 de agosto de 2019

Read Full Post »

Então…

Read Full Post »

Abaixo às MENTIRAS…

O ÚNICO GOVERNO QUE ESTÁ ABERTO DE VERDADE AOS ÍNDIOS…

Read Full Post »

artes marciais
artes marciais
artes marciais
artes marciais
artes marciais
artes marciais
artes marciais
artes marciais
artes marciais
artes marciais
artes marciais
artes marciais
IMAGENS… VALEM MAIS QUE MIL PALAVRAS CADA UMA… ADOOOORO!!!
ESSE foi o objetivo deste Bloguinho no início… veicular IMAGENS, apenas… mas… vieram pedidos para que implementasse com notícias e tal…


. https://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=14516

Read Full Post »

Resultado de imagem para borboletas mais lindas do mundo

Read Full Post »

Read Full Post »

D E C E P Ç Ã O…

Read Full Post »

Read Full Post »

Então, né?

Como conversar com as crianças que não tem pais? (Foto: Pexels)
Dia dos Pais sem pai: e agora?

O Dia dos Pais está chegando e não tem jeito, é difícil fugir da “enxurrada” de informações sobre a data. Mas e quem não tem, como fica? Confira dicas de como ajudar as crianças que não possuem uma figura paterna a passar pela data.

À medida em que a data se aproxima, maior é a enxurrada de infomações sobre o assunto. Na TV e na internet, a publicidade se volta para as opções de presentes para o Dia dos Pais; na escola, os professores incentivam a confecção de lembrancinhas e até apresentações para homenagear a figura paterna. Mas e quem não tem um pai?

Independentemente da razão, nem todas as crianças possuem um. O que, muitas vezes, acaba gerando sentimentos negativos, como a frustração. É por isso que os adultos precisam estar atentos. Para ajudar a lidar com a situação, reunimos cinco dicas da especialista em cuidados infantis e assessora familiar, Mariana Zanotto. 
Resultado de imagem para criança sem pai
Resultado de imagem para criança sem pai
Resultado de imagem para criança sem pai
Resultado de imagem para criança sem pai
1. Um “pai” para a data
É muito doloroso e desafiador para uma criança compreender que pelo fato de não ter um pai presente, ela será escanteada das festividades. Flexibilidade é essencial para incluir todo tipo de família. Proponha à criança a celebração de outras pessoas que fazem esse papel na vida da criança: seja a mãe, uma avó, o avô, a tia, o tio… Deixei ela escolher quem realmente gostaria de incluir nessa comemoração. 

2. Bate papo sobre diversidade
Use a data como pretexto para falar sobre a diversidade nas estruturas familiares. Explique que um pai não necessariamente precisa ter o mesmo sangue e que nem todas as famílias são formadas da mesma maneira: algumas crianças são adotadas, outras criadas por familiares devido ao abano ou porque perderam o pai. E todas essas distinções são normais. 

3. Estimule a criança a falar
Os adultos sempre têm as respostas prontas, porém, isso desmotiva a verbalização da criança. Precisamos aprender a escutar sem a ansiedade de resolver prontamente os problemas. Por isso, escute e se faça presente. Quando demonstramos interesse sobre o desconforto da criança, o acolhimento acontece naturalmente.

4. Dê explicações adequadas à idade da criança
Na tentativa de abordar certas situações, muitas vezes, os adultos dão respostas que nem sempre a criança está pronta para receber. Diante de alguma dúvida sobre o que deve ser dito, devolva a pergunta para a criança e permita que ela chegue às suas próprias conclusões. Isso dará uma visão melhor sobre o entendimento dela. Assim, será mais fácil formular as perguntas.

5. Respeite a individualidade de cada criança
Cada indivíduo lida com suas emoções de uma maneira diferente. Dependendo do relacionamento que a criança tem ou teve com a figura paterna, não é incomum ela apresentar crises de comportamento nessas datas. Por isso, esteja atento a possíveis mudanças de conduta durante esse período. Esteja pronto para amparar de forma segura e acolhedora, pois, certamente ela precisará de amparo.

.. https://revistacrescer.globo.com/Dia-dos-Pais/noticia/2019/08/dia-dos-pais-sem-pai-e-agora.html

Read Full Post »

Resultado de imagem para Lagartixa-de-crista
LAGARTIXA-DE-CRISTA

Declarada como extinta em 1994!


Uma lagartixa-de-crista (Correlophus ciliatus) foi resgatada após ser encontrada em uma encomenda nos Correios em Praia Grande, no litoral de São Paulo, informou a prefeitura neste sábado (10). A espécie não existe no Brasil e é oriunda do arquipélago da Nova Caledônia, localizada no Oceano Pacífico, a 14 mil quilômetros de distância.
O animal foi encontrado depois que funcionários de uma agência dos Correios, localizada no bairro Boqueirão, desconfiaram de uma caixa armazenada na unidade e a isolaram. Os servidores pediram ajuda do Grupamento Ambiental da Guarda Civil Municipal, que deslocou uma equipe e acompanhou a abertura da encomenda suspeita.
Imagem relacionada
Lagartixa-de-crista

Oriunda do arquipélago da Nova Caledônia, na Oceania, a espécie foi considerada extinta até 1994, quando foi redescoberta. O animal pode atingir até 20 centímetros de comprimento e se alimenta de pequenos insetos e frutas. É considerada vulnerável à extinção, segundo organizações internacionais.


. https://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2019/08/10/rara-lagartixa-do-pacifico-e-achada-em-encomenda-nos-correios-em-sp-animal-ja-foi-considerado-extinto.ghtml
Imagem relacionada
O veterinário informou que não há razão específica para essa espécie ser comercializada no mercado ilegal. “Existem pessoas que gostam de criar cachorros, aves ou cavalos. Há quem gosta de répteis. O mercado pet exótico, principalmente dos répteis e das aves, está crescendo muito nos últimos anos”, alertou Lucas Porto.
A lagartixa resgatada, após ser reabilitada na unidade de tratamento para animais silvestres em Cubatão, deverá ser encaminhada para um empreendimento que tenha autorização para manejo da espécie e que tenha condições de mantê-la. Ainda não há prazo para isso acontecer, segundo informações do Ceptas.
Imagem relacionada
“Eles estranharam o fato de haver barulho dentro da caixa. Quando a equipe abriu a encomenda, identificou o tipo de réptil exótico comumente comercializado no mercado clandestino”, explicou o inspetor Fábio Rogério Marques. O animal foi encaminhado ao Centro de Pesquisa e Triagem de Animais Selvagens (Ceptas) em Cubatão (SP).
Segundo o médico-veterinário, Lucas Porto, chefe do Ceptas, a lagartixa está desidratada, abaixo do peso, e perdeu a cauda. “É um animal onívoro e é uma das únicas espécies de lagartos que não tem regeneração da cauda, como ocorre com as lagartixas. É um indivíduo que vai ser tratado e terá que ser mantido em cativeiro”, explicou.

Read Full Post »

Older Posts »