Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 19 de maio de 2017

Anúncios

Read Full Post »

Segundo tradições orientais, cada órgão do nosso corpo está relacionado a um ponto de pressão das mãos e dos pés. Segundo este método, massagear e pressionar essas áreas alivia dores, acaba com doenças e proporciona bem-estar. Confira quais são e acabe com problemas de saúde com a autocura!

pontos de pressão nas mãos e pés

MÃOS (VEJA CADA NÚMERO DE REGIÃO, ACIMA, NO DESENHO): 1. Sinusite; 2. Dor de cabeça; 3. Ansiedade; 4. Desmaio; 5. Insônia; 6. Estimulação da memória; 7. Resfriado; 8. Ouvido; 10. Problemas de visão; 11. Dor de ouvido; 12. Dor de dente; 13. Problemas no pulmão; 14. Problemas cardíacos; 15. Pressão baixa; 16. Hipertensão; 17. Dor de estômago; 18. Problemas no baço; 19. Problemas no fígado; 20. Diabetes; 21. Problemas nos rins; 22. Intestino delgado; 23. Problemas digestivos; 24. Intestino grosso; 25. Bulimia; 26. Obstrução intestinal; 27. Apêndice; 28. Bexiga; 29. Intestinos; 30. Infertilidade; 31. Estímulo sexual; 32. Dor nos joelhos; 33. Dor nas pernas; 34. Dor no calcanhar; 35. Hemorroidas; 36. Dor nas costas; 37. Dor na parte inferior das costas; 38. Dor nos ombros; 39. Dor na perna direita; 40. Problemas hormonais; 41. Perda de peso; 42. Nódulos da tireoide; 43. Dor na paratireoide

*

Resultado de imagem para pontos de pressão nas mãos

Resultado de imagem para pontos de pressão nas mãos

Resultado de imagem para pontos de pressão nas mãos

 

Resultado de imagem para pontos de pressão nas mãos

pontos de pressão nas mãos e pés

PÉS (VEJA CADA NÚMERO DE REGIÃO, ACIMA, NO DESENHO): 1. Sinusite; 2. Dor de cabeça; 3. Ansiedade; 4. Desmaio; 5. Insônia; 6. Estimulação da memória; 7. Resfriado; 8. Ouvido; 10. Problemas de visão; 11. Dor de ouvido; 12. Dor de dente; 13. Problemas no pulmão; 14. Problemas cardíacos; 15. Pressão baixa; 16. Hipertensão; 17. Dor de estômago; 18. Problemas no baço; 19. Problemas no fígado; 20. Diabetes; 21. Problemas nos rins; 22. Intestino delgado; 23. Problemas digestivos; 24. Intestino grosso; 25. Bulimia; 26. Obstrução intestinal; 27. Apêndice; 28. Bexiga; 29. Intestinos; 30. Infertilidade; 31. Estímulo sexual; 32. Dor nos joelhos; 33. Dor nas pernas; 34. Dor no calcanhar; 35. Hemorroidas; 36. Dor nas costas; 37. Dor na parte inferior das costas; 38. Dor nos ombros; 39. Dor na perna direita; 40. Problemas hormonais; 41. Perda de peso; 42. Nódulos da tireoide; 43. Dor na paratireoide

Se você quer saber mais sobre esta técnica, saiba como massagear os pés para acabar com dores clicando aqui.
*

Resultado de imagem para pontos de pressão nas mãos

 

Resultado de imagem para pontos de pressão nas mãos

Resultado de imagem para pontos de pressão nas mãos

Resultado de imagem para pontos de pressão nas mãos

*

PESQUISEI DESENHOS PARA QUE SEJA MAIS FRÁCIL PARA A COMPREENSÃO… 

*

http://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=6682

*

Resultado de imagem para pontos de pressão nas mãos

A pressão no ponto 3 (ver imagem acima) é excelente para aliviar ansiedade, estresse, fadiga, insônia e dores de cabeça.

*

A reflexologia é uma prática terapêutica que atua nos pontos de pressão, muito explorados pela milenar medicina chinesa.

Os pontos de pressão se relacionam com órgãos do corpo.

E o estímulo desses pontos pode fazer maravilhas para a nossa saúde.

A reflexologia pode ser feita nos pés, nas mão e no rosto.

Hoje nós vamos mostrar como usar pontos de pressão existentes no nosso rosto para combater sintomas como a dor.

Vamos mostrar os principais pontos de pressão na face e como você pode usá-los em si mesmo ou nos outros.

Em alguns casos, os resultados são imediatos.

Um exemplo é o tratamento da dor.

O alívio é imediato!

Como fazer essa prática?

Não é difícil.

Primeiro, você precisa saber que não deve pressionar nenhuma área com muita força.

Evite mexer em lugares machucados ou com cicatrizes recentes.

Esses cuidados servem para evitar lesões.

Procure sempre massagear o corpo com óleo, para eliminar atritos e evitar irritações na pela.

Você está ansioso, estressado e sofre com sintomas como insônia e dor de cabeça?

A pressão no ponto 3 (ver imagem acima) é excelente para aliviar ansiedade, estresse, fadiga, insônia e dores de cabeça.

http://www.curapelanatureza.com.br/post/08/2015/pressione-estes-pontos-para-aliviar-dor-e-o-estresse

*

https://osegredo.com.br/2016/03/5-pontos-de-pressao-que-aliviam-o-stress-e-ansiedade/

*

Resultado de imagem para pontos de pressão nas mãos

Reflexologia estimula pontos que correspondem a regiões de todo corpo

A técnica ajuda a aliviar dores, diminuir o estresse e melhora a circulação sanguínea, entre outros benefícios

https://www.dicasdemulher.com.br/reflexologia/

Foto: Getty Images

Google Imagens

*

Read Full Post »

Resultado de imagem para cholas

Conheci muitos tipos diferentes de bolivianas e bolivianos. Tive a oportunidade de interagir com trabalhadores urbanos, repesentates sindicais, mulheres campesinas, mineiros, estudantes universitários, militantes da causa indígena, entre outras e outros. Para além dos ambientes dos alojamentos e de lugares turísticos, que te colocam em contato mais com estrangeiros, é no caminhar nas ruas, nas feiras, nos restaurantes, nas praças das cidades que se tem a oportunidade de conversar com bolivianas e bolivianos de diferentes realidades.

Esses contatos que são sempre muito ricos, representam uma forma de fugir do papel de turista, que não se interessa por conhecer como a Bolívia é para seu povo. É dificil estabelecer uma relação de diálogo, de troca – e não de exotização –, ainda mais numa viagem de somente um mês. Nas ruas percebi coisas como a influência da vida campesina em boa parte da população e a forte presença até hoje de elementos das culturas originárias, como o uso das línguas quechua e aymara. Outra coisa também que destacaria é que há relevantes diferenças nos costumes entre os bolivianos de diferentes regiões e descendentes de diferentes grupos étnicos indígenas.

Dentre alguns retratos do povo boliviano que me chamarama a tenção, destacaria: os trabalhadores de minas que conheci em Pasto Grande, acostumados a mascar folha de coca, bebendo alcool puro e fumando cigarro antes de exercer seu trabalho árduo e perigoso; as lideranças indígenas que vi em La Paz, com seus ponchos coloridos e o orgulho de destoar daquela paisagem cinzenta e pretensamente moderna das cidades grandes; os engraxates também em La Paz que indistintamente trabalham com os rostos cobertos por passa-montanhas para se protegerem do frio e vergonha por exercerem um trabalho considerado de segunda categoria; os estudantes universitários, que………… nada tem de particular – em seu afã de originialidade e sofisticação, me parecem impressionantemente iguais em qualquer canto do mundo, portando um visual da moda como se fossem algo além de um mero produto de uma indústria cultural de massa –. Mas, de todos os retratos do povo boliviano, o que mais me cativou, foi o das cholas. Aquelas mulheres que comumente se encontra na Bolívia usando suas roupas tradicionais.

Em todos os lugares da Bolívia que conheci me deparei com essas apaixonantes figuras. Em cada região, as cholas têm suas particularidades. As de La Paz, por exemplo, têm seus chapeuzinhos que mal cabem na cabeça e as de Cochabamba usam saias mais curtas e chapéus floridos tipo praieiro. De comum entre os diferentes estilos de chola de cada região, creio que há os fortes traços indígenas e as longas tranças. Essa imagem das cholas não está presente nas representações femininas da elite. Não me lembro de ter visto nenhuma mulher na TV com roupa de chola ou alguém numa boutique cara de Santa Cruz de la Sierra com essas roupas. Muito além da exuberância de seu visual, essas mulheres representaram para mim uma mensagem profunda sobre a Bolívia.

Não são figuras folclóricas do passado ou de lugares distantes. Não estão vestidas assim para gringo tirar foto. São parte importante da realidade campesina e também da paisagem urbana. Até o momento em que estava escrevendo este texto, não sabia dizer nada da origem de suas vestimentas. Num blog de uma galera mochileira descobri um trecho interessante do livro de Eduardo Galeano que descreve o fato de que na verdade a roupa das cholas não é algo que descende das culturas originárias. Mais do que isso, em algum momento o termo chola descrevia um negativo distanciamento das mulheres em relação às suas origens indígenas[1]. A despeito disso, é inegável que atualmente as cholas são, em muitos aspectos, uma expressão de orgulho das origens indígenas e campesinas e em suas práticas preservam elementos de outras formas de viver dissonantes das modernas sociedades capitalistas. É nas cholas que acho que se representa o fato de que o povo boliviano não está totalmente imerso nos padrões estéticos, nas imposições de consumo – enfim, no conjunto de valores e padrões de comportamento – da dita “vida moderna”. Uma comunidade indígena numa área isolada pode ter seu modo de viver mais preservado, mas é em figuras como as cholas que se apresenta com maior intensidade a necessida de ao mesmo tempo se misturar e resistir às imposições das novas e velhas formas de colonialismo.

Em suas costas, levam portam um awayo. Este é uma espécie de pano grande, grosso e sempre muito colorido que, dobrado, se torna um mochilão. Em seus pesados awayos, as cholas podem carregar um pouco de tudo: seus filhos, sua colheita, mecadorias pra vender ou trocar, coisas para viajar… São “farofeiras” no melhor sentido da palavra. Se precisar, abrem seu awayo tiram uma boa comida e ainda usam o mesmo para forrar o chão sentar e comer. Com um awayo, são mais auto-suficientes do que os gringos que chegam com mochilões caros e quinquilharias sofisticadas. Em seu pano colorido carregam, portanto, sua autonomia. Virtude esta, que a cidade moderna está sempre tentando nos roubar, porque mesmo para as necessidades mais elementares somos cada vez mais dependentes de uma carimbo oficial ou de uma prestação de 3x sem juros.

Muitas cholas, também, se comunicam entre elas em línguas originárias. Isso pode passar despercebido por que não saem falando com todo mundo em idiomas indígenas. Mas, entre iguais, em lugares mais populares da cidade, é frequente conversas nos códigos locais. Em Cochabamba, é forte o quechua e, na região de La Paz, o aymara. Dessa forma também preservam identidades culturais, pois a partir dessas línguas ajudam a manter vivos conceitos sobre o mundo que, mesmo quando adaptados ao castelhano, não se integram à maneira de pensar imposta pelos colonizadores. Isso me explicavam uns colegas bolivianos sobre conceitos autóctones que até hoje são bem populares como o de Ayni, que é uma espécie de princípio de reciprocidade bastante associado a um sistema de vida comunitária.

Assim que, em sua mescla e resistência com a colonização, as cholas são um importante símbolo da Bolívia. Mais do que nas políticas de governos progressistas, mais do que nos profundos argumentos de acadêmicos, mais do que nos fascinantes discursos de lideranças, mais do que no potencial de rebeldia dos jovens…. é vislumbrando o cotidiano de figuras como as cholas que se pode gestar na prática uma descolonização voltada para desenvolver outras formas de se relacionar com a inevitável realidade urbano industrial. De forma silenciosa, diária e cheia de cores essas mulheres sabotam aquele imaginário de sofisticação e modernidade que move a sociedade de consumo.


[1]    No blog Trotamerica alguns colegas mochileiros transcreveram uma parte do clássico livro as ‘Veias Abertas da América Latina’, de Eduardo Galeano, onde se fala do vestuário das cholas: “… a atual vestimenta indígena foi imposta por Carlos II em fins do século XVIII. Os trajes femininos que os espanhóis obrigaram as índias a usarem eram calcados nos vestidos regionais das camponesas espanholas da Extremadura, Andaluzia e país basco, e o mesmo ocorre com os penteados das indígenas repartidos ao meio, impostos pelo vice-rei Toledo.” Não mais transcrevendo o livro de Galeano, se comenta também no blog: “O termo ‘chola’ no início tinha uma conotação pejorativa e se referia às mulheres nativas aimarás que, ao se mudarem para a cidade grande, esqueciam as tradições e costumes de seus antepassados e se rendiam ao estilo de vida dos mestiços urbanos. Hoje esse visual está relacionado ao orgulho que essas mulheres tem de sua identidade indígenas.”

https://poraiaprocurar.wordpress.com/2010/07/16/as-cholas-um-simbolo-de-resistencia-cultural/

*

Resultado de imagem para cholas

*

Resultado de imagem para cholas

*

Resultado de imagem para cholas

*

Resultado de imagem para cholas

Miss Cholita Of Bicentenary 2009

*

Resultado de imagem para cholas

*

Resultado de imagem para cholas

*

Resultado de imagem para cholas

*

Resultado de imagem para cholas

*

Resultado de imagem para velhas cholas

*

Resultado de imagem para velhas cholas

*

Resultado de imagem para velhas cholas

Mulheres Cholas no mercado em Cuenca. Sua indumentária típica inclui o Chapéu Panamá.

Foto: Dyan Galleani / Francisco Alegre

*

Resultado de imagem para velhas cholas

*

Resultado de imagem para velhas cholas

*

Resultado de imagem para velhas cholas

*

Resultado de imagem para velhas cholas

*

Resultado de imagem para velhas cholas

… mulheres conhecidas como “cholas”. Elas usam tranças longas, chapéus, saias coloridas e mantas onde levam os filhos pequenos nas costas.

*

Resultado de imagem para velhas cholas

*

Resultado de imagem para velhas cholas

*

Resultado de imagem para velhas cholas

*

Resultado de imagem para mulheres bolivianas

*

Resultado de imagem para mulheres bolivianas

*

Resultado de imagem para mulheres bolivianas

*

Resultado de imagem para mulheres bolivianas

*

Resultado de imagem para velhas cholas

Chola na travessia da fronteira entre Peru e Bolívia

Foto: Victor Vargas

*

Resultado de imagem para mulheres bolivianas

*

Resultado de imagem para mulheres bolivianas

*

Resultado de imagem para mulheres bolivianas

*

Read Full Post »

*

🌸🌼🌻☀️🐶🌺🌸🌼🐶🌻☀️🌺🌸🌼🌻🐶☀️🌺🌸🌼🌻
🍃🌸🍃‿`• 🍄🍄🐶🍄•🍃🌸🍃‿.•*´¯ 🍃🌸🍃 •*´¯🍃🌸🍃 🐶 •🍃🌸🍃 ‿.•*¯ 🌸🍃
🍃🌸🍃 •*´¯🍃🌸 ♥🍃.`•. 🍄🍄🐶🍄.•🍃🌸🍃‿.•*´¯ 🍃🌸🐶🍃 •*´¯🍃🌸🍃.`•.¸.•🍃🌸🍃💛💙💜☀️🌻🌹🌷🌼🌺🌸🍄🎎🍄🍄🍃 💚❤💛💙💜💚❤💛💙☀️🌻🌹🌷🌼🌺🌸🍄🎎🍄🍄🍃 💜💚❤💛💙☀️🌻🌹🌷🌼🌺🌸🍄🎎🍄🍄🍃 💜💚❤💛💙💜💚❤

Obrigada pelas simpáticas visitas de todos vocês!
Aqui é Campinas-SP-BRASIL. São 23h25′ de 18 de maio de 2017.
Tempo bom. Calor!
Hoje, tivemos as seguintes visitas:

* Angola, Croácia, Japão, Colômbia, Sri Lanka, Suíça, Emirados Árabes Unidos, México, Canadá, Holanda, Austrália, Islândia, Reino Unido, Espanha, Portugal, Estados Unidos e Brasil …………………….. 598
Namastê!
Mary

🌼🐶🌻☀️🌺•🍃🌸🍃‿`•🎎•🍃🌸🍃‿.•*´¯ 🍃🌸🍃 •*´¯🍃🌸🍃 •🍃🌸🍃 ‿.•*¯ 🌸🍃 •*🍃 🍃🌸🌸🍃‿.•*´¯ 🍃☀️🌻🌹🌷🌼🌺🌸🍄🎎🍄🍄🍃 •*´¯🍃🌸 ♥🍃.`•🌼🐶🌻☀️🌺•🍃🍃🌸🍃 •*´¯🍃🌸 ♥🍃.`•🌼🐶🌻☀️🌺•🍃🌸🍃‿.☀️🌻🌹🌷🌼🌺🌸🍄🎎🍄🍄🍃

*

*

Read Full Post »

*

A imagem pode conter: montanha, céu, atividades ao ar livre, natureza e água

*

A imagem pode conter: montanha, atividades ao ar livre e natureza

*

HAHAHAHA!

*

Read Full Post »

A imagem pode conter: flor

*

QUANTA DELICADEZA, HEIN? rsrsrs

*

A imagem pode conter: planta, flor, natureza e atividades ao ar livre

*

A imagem pode conter: planta, flor, árvore, atividades ao ar livre e natureza

*

A imagem pode conter: planta, flor, natureza e atividades ao ar livre

*

Read Full Post »

Resultado de imagem para dormir

Muita gente ignora isso, mas a posição em que você dorme tem impacto sobre alguns aspectos da saúde, como:

  • – Pressão arterial
  • – Sinusite
  • – Dor nas costas

Dormir bem é muito importante.

É durante o sono que o corpo pode renovar as células e se recuperar do desgaste.

Os médicos recomendam de sete a nove horas de sono, dependendo do gênero e da idade.

Mas é muito importante que cada um durma numa posição adequada.

Neste post, compartilharemos algumas dicas muito relevantes sobre a melhor posição de dormir, para você ter mais saúde e qualidade de vida.

Veja:

1. Dor lombar

  • Se você sofre com esse tipo de dor, deite-se de barriga para cima, coloque um travesseiro abaixo dos joelhos e uma toalha enrolada na base da coluna.
  • Não deixe, é claro, de usar o travesseiro na cabeça também.
  • Isso vai aliviar a pressão sobre a parte inferior das costas, dando o apoio necessário.

2. Dormir de barriga para baixo

  • Segundo a Universidade de Rochester Medical Center, dormir assim pode criar incômodo nas costas.
  • O que deve ser feito é colocar um travesseiro debaixo da barriga e da região pélvica, para deixar a coluna mais alinhada e deitar num travesseiro plano ou até mesmo sem travesseiro algum.

3. Dormir de lado

  • Muita gente dorme assim, então, para evitar problemas na coluna, coloque uma almofada entre os joelhos.
  • O quadril deve estar alinhado a parte inferior das costas.
  • E a cabeça, apoiada no travesseiro, deve estar em linha reta com a coluna.

4. Dor nos ombros

  • Deite-se de lado, deixando o ombro dolorido em cima.
  • Flexione os braços e os joelhos, colocando um travesseiro entre os joelhos e outro entre os cotovelos.

5. Sinusite

  • Se você tá com o nariz congestionado pode piorar, dependendo da forma que dorme.
  • Procure deixar de barriga para cima, apoiando a cabeça e os ombros com almofadas – uma sobre a outra.
  • Isso fará com o que o muco passe facilmente para o fundo da garganta.

6. Dores na cabeça

  • A má postura com certeza causa dores na cabeça, pois ela permite que os músculos e os nervos seja pressionados ou torcidos durante o sono.
  • Para que tudo fique bem alinhado, numa posição neutra, coloque um travesseiro abaixo da cabeça e uma toalha enrolada em cada lado da cabeça.

7. Cólica menstrual

  • Esse período deixa qualquer sono bastante perturbado.
  • Deite-se de barriga para cima e coloque um travesseiro abaixo dos joelhos para tirar a pressão do abdome e da coluna.
  • Se desejar, coloque um pano com água morna em cima da barriga na hora de dormir, isso vai aliviar a cólica.

8. Pressão arterial elevada

  • Existe uma correlação entre o sono e a hipertensão.
  • Noites maldormidas pioram o problema.
  • A melhor posição para dormir, se você tem pressão arterial elevada, é de barriga para baixo.
  • Isso porque a pressão sanguínea é reduzida significativamente quando pressionamos a barriga para baixo.

Um estudo japonês sobre o efeito da posição de dormir comprovou que a pressão sanguínea é reduzida significativamente deitando-se com o estômago voltado para baixo, em comparação com a barriga virada para cima.

No entanto, deitar-se com o estômago virado para baixo pode levar a dores no pescoço e nas costas.

Nossa sugestão é que você alterne as posições.

Dormir no lado direito também pode ajudar a baixar a pressão arterial, pois ele alivia a pressão no coração.

9. Acidez no estômago

Se você tem refluxo gastroesofágico, indigestão ou azia, dormir sobre o lado esquerdo pode ajudar.

10. Problemas digestivos

  • Deite-se no seu lado esquerdo e coloque um travesseiro entre as pernas.
  • Isso vai tirar a pressão sobre o sistema digestivo.
  • Também recomendamos que você espere pelo menos duas horas após a refeição para dormir – isso evita indigestão.

11. Dor de pescoço

  • Qualquer que seja a posição de dormir, o apoio do pescoço é fundamental.
  • Coloque uma pequena toalha enrolada em cima do travesseiro e apoie seu pescoço sobre ela.
  • A toalha deve ficar exatamente na curva do pescoço.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

[in:curapelanatureza.com]

*

Resultado de imagem para dormir

*

Resultado de imagem para dormir

*

http://www.mulheresdepoisdos40.com/qual-posicao-correta-dormir-acordo-problema-saude/

*

Google Imagens

Read Full Post »

Older Posts »