Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 5 de maio de 2017

Hahaha… rs

Anúncios

Read Full Post »

DIGNIDADE…

Conheça Masako Wakamiya, uma desenvolvedora de aplicativos no TED

*

A jornada de Masako para a inteligência tecnológica começou quando ela completou 60 anos. Ela havia trabalhado em um banco nos últimos 43 anos, mas foi forçada a se aposentar. Ela comprou um computador, que na época era muito caro,  e configurou tudo sozinha. Ela logo começou a conversar on-line e descobrir o mundo das possibilidades na internet.

*

A maioria das pessoas com 80 anos hoje em dia tenta com bastante dificuldade usar um computador, ou muita das vezes nem se interessam em aprender por considerarem algo da nova geração. Agora, imagine uma senhora que é autodidata e que foi capaz de produzir seu próprio app para o iPhone? Masako Wakamiya é uma inspiração para todos nós! 

Esta senhora japonesa usou tudo o que tinha aprendido nos últimos 20 anos sobre linguagem de programação para produzir um aplicativo para iPhone chamado “Hinadan”, inspirado em um feriado tradicional japonês conhecido como o “Dia das Meninas”. O jogo é simples – os jogadores devem organizar uma série de bonecas em uma ordem específica, e o app emite um sinal sonoro em aprovação ou desaprovação dependendo das entradas do jogador.

*

Aqui está o aspecto da interface do jogo. As bonecas devem ser organizadas em uma ordem específica, o sinal apita de acordo com a ordem em que elas são colocadas, caso esteja correto ou incorreto.

*

Conheça Masako Wakamiya, uma desenvolvedora de aplicativos no TED

*

O jogo inspirou-se no “Dia das Meninas”, um tradicional feriado japonês que envolve bonecas sendo vestidas com vestimentas belas e específicas.

*

Conheça Masako Wakamiya, uma desenvolvedora de aplicativos no TED

*

Masako contou sua incrível história na edição de 2014 do TED em Tóquio. Infelizmente, o vídeo foi gravado em japonês com uma tradutora em inglês, então não é possível a tradução para o português.
 
A história desta desta senhora é incrível! Você também conhece alguém com uma história surpreendente? Nós adoraríamos saber!

*

http://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=9423

Read Full Post »

Read Full Post »

Almir Guineto (Foto: Divulgação)

Almir Guineto

(Foto: Divulgação)

*

Na roda de samba, Almir Guineto estava de todos os lados. As composições, a voz e o talento instrumental fizeram do músico carioca um grande nome do estilo. O “rei do pagode” e “mestre do partido-alto” morreu aos 70 anos na manhã desta sexta-feira (5). Nos Originais do Samba, na bateria do Salgueiro, no Fundo de Quintal, em carreira solo e em inúmeras parcerias, foi uma das figuras mais marcantes da música brasileira.

O Morro do Salgueiro, no Rio, foi seu berço – na música e na vida. Lá ele nasceu, em 12 de julho de 1946, e se criou no samba. Ele conduziu a bateria da escola por 15 anos. Almir de Souza Serra (seu nome de batismo) seguiu os passos do pai, Iraci de Souza Serra, violonista e membro do grupo Fina Flor do Samba, e da mãe, Nair de Souza Serra, a Dona Fia, que era costureira do Salgueiro.

Almir entrou aos 16 anos no Originais do Samba, fundado por seu irmão mais velho, Francisco de Souza Serra, o Chiquinho, onde tocou por dez anos. Também fez parte da história do bloco carnavalesco Cacique de Ramos, onde passou a ser cada vez mais visto no final dos anos 70, época em que levou o banjo para ser usado em arranjos de samba.

Fundo de Quintal

No início dos anos 80, criou o Fundo de Quintal, cuja formação incluia Jorge Aragão. Teve passagem curta, porém marcante na banda, coma qual lançou o álbum “Samba é no Fundo do Quintal”.

Após sair do Fundo de Quintal, Almir Guineto se consolidou em uma consagrada carreira solo. Desde os anos 80, fez parcerias com outros grandes nomes da música brasileira – Chico Buarque, Nelson Gonçalves, Elba Ramalho, etc – e colegas do samba – Beth Carvalho, Martinho da Vila, Zeca Pagodinho, etc.

*

Da primeira composição, “Bebedeira do Zé”, com os Originais, passando por “Mordomia”, com a qual ganhou o prêmio MPB-Shell em 1981, a sambas inesquecíveis como “Conselho”, “Caxambu” e “Mel na boca” (todas do clássico LP de 1986, obras de outros sambistas), deixou sua marca autoral e de interpretação.

Missão Guineto

Mas foi “Coisinha do pai”, feita em parceria com Jorge Aragão e Luiz Carlos, que levou seu samba a outro planeta. Em 1997, a música foi escolhida pela engenheira brasileira da Nasa Jacqueline Lyra para tocar em um robô norte-americano da missão Mars Pathfinder, em Marte.

As parcerias não pararam. Em 2009, por exemplo, gravou com Mano Brown, do Racionais MCs. Seu álbum mais recente foi “Cartão de visita”, de 2012. O disco autoral marcava o retorno aos estúdios após 11 anos, com participações de amigos como Arlindo Cruz e Adalto Magalha.

Sobre este último álbum, Almir Guineto falou ao programa “Segue o som”, da TV Brasil:

Com seu jeito direto e simples, Almir disse: “(O disco) significa muita coisa. Eu estava pensando em parar, morando na roça já. Criando galinha, criando bicho. Mas a cobrança era muita. O povo encontrava comigo e falava: volta, volta… Aí acabei voltando”.

*

http://g1.globo.com/musica/noticia/almir-guineto-cantor-autor-e-instrumentista-levou-seu-samba-do-fundo-de-quintal-a-marte.ghtml

*

Resultado de imagem para almir Guineto

*

Resultado de imagem para almir Guineto

*

Resultado de imagem para almir Guineto

*

Resultado de imagem para almir Guineto

*

Resultado de imagem

*

Resultado de imagem

*

*

Resultado de imagem para almir Guineto

*

Resultado de imagem para almir Guineto

Google Imagens

**

*

 (Foto: Arte - G1)

 

Read Full Post »

Y.e.s!

Jovem de 21 anos faz 3º melhor tempo do ano e vence 100m livre; Cielo é terceiro

*

No dia em que completou 21 anos de idade, Gabriel Santos comemorou a vitória nos 100m livre do Troféu Maria Lenk, última seletiva para o Campeonato Mundial da modalidade, que será em julho, na Hungria.

Na tarde desta quinta-feira, ele venceu com 48s11, terceiro melhor tempo do mundo na temporada, deixando para trás Marcelo Chierighini (48s76) e Cesar Cielo (48s92).

Integrante do revezamento 4x100m do Brasil na Olimpíada, Gabriel comemorou o resultado:

– Acho que fazer o terceiro melhor tempo no dia do aniversário e só comemorar. É agradecer todo mundo, foi sensacional.

Cesar Cielo conseguiu baixar dos 49s, o que era um dos objetivos, mas o terceiro lugar não o deixou contente:

– Eu tinha mirado fazer um pouco mais baixo, mas ao mesmo tempo é uma prova que eu quero fugir desde o começo do ano (risos) – disse Cielo.

*

http://globoesporte.globo.com/natacao/noticia/jovem-de-21-anos-faz-3-melhor-tempo-do-mundo-e-vence-100m-livre-cielo-e-terceiro.ghtml

*

Resultado de imagem para Nado Gabriel Santos

*

Google Imagens

*

Read Full Post »

Montagem feita com voos do aeroporto de Munique (Foto: Mike Kelley)

Montagem feita com voos do aeroporto de Munique

(Foto: Mike Kelley)

*

Aviões no LAX (Aeroporto de Los Angeles (Foto: Mike Kelley)

Aviões no LAX (Aeroporto de Los Angeles

(Foto: Mike Kelley)

*

Aviões no aeroporto de Zurique (Foto: Mike Kelley)

Aviões no aeroporto de Zurique

(Foto: Mike Kelley)

*

Aviões no aeroporto de Heathrow (Foto: Mike Kelley)

Aviões no aeroporto de Heathrow

(Foto: Mike Kelley)

*

Montagem mostra partidas no aeroporto de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos (Foto: Mike Kelley)

Montagem mostra partidas no aeroporto de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos

(Foto: Mike Kelley)

*

Para tirar as fotos, Kelley passou várias horas no mesmo lugar (Foto: Mike Kelley)

Aeroporto de Guarulhos, São Paulo

Para tirar as fotos, Kelley passou várias horas no mesmo lugar

(Foto: Mike Kelley)

*

Fotógrafo viajou a diversos locais do mundo para fotografar aeroportos movimentados (Foto: Mike Kelley)

Fotógrafo viajou a diversos locais do mundo para fotografar aeroportos movimentados

(Foto: Mike Kelley)

*

Depois de tirar as fotos, foi a vez de editar e iniciar as composições (Foto: Mike Kelley)

Aeroporto Schiphol, Amsterdã

Depois de tirar as fotos, foi a vez de editar e iniciar as composições

(Foto: Mike Kelley)

*

É importante destacar que as fotos não mostram o tráfego todo (Foto: Mike Kelley)

Aeroporto de Auckland, Nova Zelândia

É importante destacar que as fotos não mostram o tráfego todo

(Foto: Mike Kelley)

*

As fotos exigiram muita paciência. “A situação ideal era ter um ótimo local de captação que mostrasse os aviões, algum toque local, o sol atrás de mim (ou uma sombra consistente das nuvens) e ventos constantes por um dia inteiro. É fácil em um local como Los Angeles, que é sempre ensolarado. Em um lugar como Londres? Tive que fazer três viagens a Londres para conseguir boas imagens por causa da mudança constante de clima e vento. O mesmo aconteceu com Tóquio: no fim das contas não é mentira a história de que o monte Fuji é um ‘monstro’ caprichoso. Ele só é visível nos dias mais claros então eu tive que ir ao Japão duas vezes para conseguir a imagem que eu queria”.

Depois de tirar as fotos, foi a vez de editar e iniciar as composições. Kelley então colocou a imagem de cada avião sobre o fundo do aeroporto.

“Eu tinha entre 10 e 15 fotos de cada um deles e selecionei a melhor imagem de cada avião, mas era bem entediante. No final eu tinha todas as minhas aeronaves no lugar e era apenas uma questão de ajustar luz, cor e contraste”.

*

SAIBA MAIS:

http://g1.globo.com/mundo/noticia/fotografo-mostra-em-montagens-o-trafego-intenso-em-grandes-aeroportos-do-mundo.ghtml

Read Full Post »

A imagem pode conter: planta, flor, natureza e atividades ao ar livre

*

A imagem pode conter: planta, árvore, flor, atividades ao ar livre e natureza

*

A imagem pode conter: planta, árvore, flor e atividades ao ar livre

*

A imagem pode conter: planta e atividades ao ar livre

*

Silvana Tostes – Face

Read Full Post »

Older Posts »