Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 22 de fevereiro de 2017

Estamos fartos da agressividade alheia, das críticas desnecessárias e da energia que dispendemos nos protegendo uns dos outros, seja no trabalho, na família ou na rua, com estranhos.

a solidao nossa de cada dia.jpg

Se na juventude, solidão é algo que assusta, com a maturidade é item que se torna necessário e até mesmo bem vindo. Nos dias de juventude, mal se sabe, o quanto as companhias se tornam superficiais sobre novos pontos de vista que chegam com o tempo e o despertar de uma nova consciência.

Solidão é algo dolorido de quase todos os pontos de vista. Já sofri de solidão da pior maneira possível: aquela demorada, lenta, em que o olhar o relógio por vezes seguidas assusta, quando o ponteiro insiste em não sair do lugar. A vida como estrangeira me deixou marcas que muitos desconhecem. Mas também sofri o tipo de solidão acompanhada: o estar com alguém que parece não fazer diferença. A falta de afinidade e real companhia nos fazem aprender o que é estar acompanhado de verdade, do ponto de vista de nossa própria alma.

Fato é que, por vezes, estamos rodeados por pessoas que não nos enxergam. Falam sobre elas mesmas pelos cotovelos e nunca estão prontas para ouvir. E sequer um único olhar mais demorado acontece, aquele que nos alcança por dentro. Quase ninguém mais está disposto ou tem interesse de olhar ao outro de outra maneira que não seja superficial. Estão todos como que apenas diante de espelhos. Falam e agem apenas de acordo com e para si mesmos.

*

LEIA MAIS:

http://lounge.obviousmag.org/reading_terapia/2017/02/-se-na-juventude-solidao.html

Anúncios

Read Full Post »

Quem nasceu primeiro?

Apesar da maioria das pessoas acreditarem que foi o ovo que surgiu primeiro, a realidade é que pela teoria da evolução de Charles Darwin, uma espécie evolui de outra mais primitiva. As galinhas por exemplo, vieram dos dinossauros, que por sua vez, já botavam ovos.

Apesar da maioria das pessoas acreditarem que foi o ovo que surgiu primeiro, a realidade é que pela teoria da evolução de Charles Darwin, uma espécie evolui de outra mais primitiva. As galinhas por exemplo, vieram dos dinossauros, que por sua vez, já botavam ovos.

*

VEJA O TESTE QUE CONTÉM MUITAS OUTRAS PERGUNTAS, CLIC:

http://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=8862

*

 

Read Full Post »

Belíssimo: A Importância da Família

*

Belíssimo: A Importância da Família

*

Belíssimo: A Importância da Família

*

Resultado de imagem para família unida

*

Belíssimo: A Importância da Família

*

Belíssimo: A Importância da Família

*

Resultado de imagem para família unida

*

Resultado de imagem para família unida

*

Belíssimo: A Importância da Família

*

Belíssimo: A Importância da Família

*

Belíssimo: A Importância da Família

*

Belíssimo: A Importância da Família

*

Belíssimo: A Importância da Família

*

Belíssimo: A Importância da Família

*

Belíssimo: A Importância da Família

*

Belíssimo: A Importância da Família

*

http://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=7325

*

Read Full Post »

Tal pai, tal filho

*

Tal pai, tal filho

*

Tal pai, tal filho

*

Tal pai, tal filho

*

Tal pai, tal filho

kkkk

*

Tal pai, tal filho

*

Tal pai, tal filho

*

Tal pai, tal filho

*

Tal pai, tal filho

*

Tal pai, tal filho

*

Tal pai, tal filho

*

Tal pai, tal filho

*

Tal pai, tal filho

*

Tal pai, tal filho

*

Tal pai, tal filho

*

Tal pai, tal filho

*

Tal pai, tal filho

*

Tal pai, tal filho

kkkk

*

Tal pai, tal filho

*

Tal pai, tal filho

*

Tal pai, tal filho

kkkk

*

http://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=4762

*

Read Full Post »

15 Fatos Surpreendentes Sobre o Café

*

15 Fatos Surpreendentes Sobre o Café

*

15 Fatos Surpreendentes Sobre o Café

*

15 Fatos Surpreendentes Sobre o Café

*

15 Fatos Surpreendentes Sobre o Café

*

http://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=8861

*

Read Full Post »

*

Resultado de imagem para Unicornios wiki

*

Resultado de imagem para Unicornios wiki

*

Unicórnio, também conhecido como licórnio ou licorne, é um animal mitológico que tem a forma de um cavalo, geralmente branco, com um único chifre em espiral. O nome “unicórnio” deriva do latino unicornis: do prefixo uni- e do substantivo cornu, “um só chifre”. Sua imagem está associada à pureza e à força. Segundo as narrativas são seres dóceis; porém são as mulheres virgens que têm mais facilidade para tocá-los.

Tema de notável recorrência nas artes medievais e renascentistas, o unicórnio, assim como todos os outros animais fantásticos, não possui um significado único.

Considerado um equino fabuloso benéfico, com um grande corno na cabeça, o unicórnio entra nos bestiários em associação à virgindade, já que o mito compreende que o único ser capaz de domar um unicórnio é uma donzela pura. Leonardo da Vinci escreveu o seguinte sobre o unicórnio:

“O unicórnio, através da sua intemperança e incapacidade de se dominar, e devido ao deleite que as donzelas lhe proporcionam, esquece a sua ferocidade e selvajaria. Ele põe de parte a desconfiança, aproxima-se da donzela sentada e adormece no seu regaço. Assim os caçadores conseguem caçá-lo.”

A origem do tema do unicórnio é incerta e se perde nos tempos. Presente nos pavilhões de imperadores chineses e na narrativa da vida de Confúcio, no Ocidente faz parte do grande número de monstros e animais fantásticos conhecidos e compilados na era de Alexandre e nas bibliotecas e obras helenísticas.

Ilustração de um unicórnio do livro The history of four-footed beasts and serpents de Edward Topsel, 1658

É citado no livro grego Physiologus, do século V d.C., como uma correspondência do milagre da Encarnação. Centro de calorosos debates, ao longo do tempo, o milagre da Encarnação de Deus em Maria passou a ser entendido como o dogma da virgindade da mãe de Cristo: nessa operação teológica, o unicórnio tornou-se um dos atributos recorrentes da Virgem.

LEIA MAIS:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Unic%C3%B3rnio

*

*

*

Nos salões de beleza, aumentou a procura por cabelos em tons que lembram o universo dos unicórnios (Foto: Arquivo pessoal/Alez Sudati)

*

Crise econômica e fuga da realidade

Um dos motivos para a mania dos unicórnios ter pegado no Brasil, de acordo com os especialistas em tendências, é a crise econômica e a necessidade de fuga dos jovens para um mundo de fantasia. “O unicórnio, o mundo de fantasia, é um refúgio para o jovem que vive um momento complicado”, afirma Lydia Caldana.

Para Bruno Pompeu, coordenador do curso de coolhunting do Istituto Europeo di Design e sócio da Casa Semio, essa é a chave para entender a tendência de cultuar esses seres mitológicos e toda a estética “algodão doce” que os acompanha.

“Na história, sempre que ocorrem contextos muito críticos, as manifestações de fuga são muito fortes também. O que está por trás da ideia do unicórnio? É esse sentido mais infantil, mais lúdico, de pureza, de fuga, de escapar da realidade”, afirma.

Ele lembra que o apego aos símbolos de fuga vem de bastante tempo, mas com outra cara. “Há sete, oito anos, era a saga Crepúsculo, os vampiros, a noite, essa coisa mais sombria. Agora o escapismo em outra cara, mais leve, mais doce”, diz.

O pesquisador ressalta que, diferentemente de outras tendências, que surgem nos meios de comunicação de massa, o retorno do símbolo do unicórnio é um fenômeno digital, surgido nas redes sociais. “Por isso foi uma surpresa para algumas pessoas sair na rua e ver tantos unicórnios juntos”, diz.

Pompeu acredita que o fenômeno já esteja chegando a um fim. “As tendências surgem lá atrás e se propagam mais lentamente até chegar à passarela, ao editorial de moda, aos formadores de opinião. Quando elas vão parar em fantasias de blocos de carnaval estamos falando de China, de barraca de camelô, de algo totalmente massificado a ponto de virar bugiganga. Pelo que conhecemos de outras tendências, essa não deve durar muito mais tempo.”

‘Sou unicórnio’

Para algumas pessoas, o unicórnio vai muito além da fantasia de carnaval. É praticamente uma forma de viver. Elas se autodenominam unicórnios, pintam o cabelo e se vestem com cores que remetem a esse universo.

O artista plástico Leandro Dário, de 34 anos, que mora em São Paulo, se considera desse grupo e tem vários amigos que também se definem assim. Ele se inspira nesses seres mitológicos para se vestir, tingir o cabelo e até definir sua sexualidade. “As pessoas usam no carnaval o que eu uso todo dia”, diz, rindo.

*

O artista plástico Leandro Dário, que se identifica com os unicórnios

(Foto: Arquivo pessoal/Leandro Dário)

*

LEIA BEM MAIS, CLIC:

http://g1.globo.com/carnaval/2017/noticia/fantasia-de-unicornio-e-mania-de-blocos-de-carnaval-saiba-de-onde-vem-e-o-que-significa-essa-moda.ghtml

*

Read Full Post »

Vejo o GRAFITI como ARTE…

Mural da praça central de Balneário Camboriú é assinada pelo artista Diant (Foto: George Varela/Divulgação)

Mural da Praça da Cultura de Balneário Camboriú é assinada pelo artista Diant

(Foto: George Varela/Divulgação)

*

Mural criado pelo artista Diant é citado por secretário como exemplo de grafite para ser mantido (Foto: George Varela/Divulgação)

Mural criado pelo artista Diant é citado por secretário como exemplo de grafite para ser mantido (Foto: George Varela/Divulgação)

*

http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2017/02/balneario-camboriu-mapeia-grafites-para-analise-de-vandalismo-ou-arte.html

*

Resultado de imagem para grafiti

*

Resultado de imagem para grafiti

*

Resultado de imagem para grafiti

*

Resultado de imagem para grafiti

*

Resultado de imagem para grafiti

*

Resultado de imagem para grafiti

*

ISSO… É MUUUITO DIFERENTE…

*

Resultado de imagem para PIXAÇÃO

*

Resultado de imagem para PIXAÇÃO

*

Resultado de imagem para PIXAÇÃO

*

Google Imagens

Read Full Post »

Older Posts »