Feeds:
Posts
Comentários

“NEWÊS”

🌟🍃☽🌸☄☾🍃☄☽🍃🌟
🎀☄Boa noite ☄🎀

A imagem pode conter: comida
A imagem pode conter: planta, natureza e atividades ao ar livre
A imagem pode conter: planta, flor e comida
A imagem pode conter: comida
A imagem pode conter: comida

A imagem pode conter: planta e comida
A imagem pode conter: comida
A imagem pode conter: planta e comida
A imagem pode conter: planta, comida e atividades ao ar livre
A imagem pode conter: comida
FACE: 許明宗
Mora em Taipé – Taiwan

Taipé (literalmente “Norte de Taiwan”), oficialmente conhecida como a Cidade de Taipé (chinês: 臺北市 or 台北市, pinyinTáiběi Shì) (ou Taibei em pinyin), é a capital e um município especial de Taiwan. Situada no extremo norte da ilha Formosa, a cidade é um enclave do município de Nova Taipé. Está cerca de 25 quilômetros a sudoeste da cidade portuária de Keelung. Taipé está localizada ba bacia homônima, um antigo lago delimitado pelos dois vales relativamente estreitos dos rios Keelung e Xindian, que se juntam para formar o rio Tamsui ao longo da fronteira ocidental da cidade.[1]
A cidade é o lar de uma população estimada em 2 693 672 habitantes em 2009,[2] que formam a parte central da região metropolitana de Taipei-Keelung, que inclui as cidades vizinhas de Nova Taipé e Keelung, com uma população de 6,9 milhões de pessoas,[3] a 40ª metrópole mais populosa do mundo. O nome “Taipei” pode se referir tanto a toda a área metropolitana ou à cidade propriamente dita.
Taipé é o centro político, econômico, educacional e cultural de Taiwan, sendo um dos principais centros do mundo de língua chinesa. Considerada uma cidade global,[4] é também parte de uma importante zona industrial de alta tecnologia.[5] Ferroviastrens de alta velocidaderodoviasaeroportos e linhas de ônibus ligam a cidade com todas as partes da ilha. Taipé é servida por dois aeroportos – Taipei Songshan e Taiwan Taoyuan. A cidade é o lar de vários marcos arquitetônicos e culturais mundialmente famosos, como o Taipei 101 e o Memorial Chiang Kai-shek.
Em termos políticos, o termo “Taipé” ocasionalmente pode ser usado como uma sinédoque da soberania de Taiwan. Devido à controvérsia sobre o estatuto político de Taiwan, o nome “Taipé Chinesa” é usado oficialmente quando os representantes de Taiwan participam de equipes nacionais em algumas organizações internacionais (que podem exigir soberania das Nações Unidas), para assim evitar controvérsias políticas pelo uso de outros nomes.

Taipé tem um clima subtropical úmido influenciado por monções[8][9][10] (Köppen: Cfa).[11] Os verões são longos, quentes e úmidos, acompanhado por chuvas torrenciais e tufões ocasionais, enquanto que os invernos são curtos, quentes e, geralmente, muito nebulosos devido aos ventos de nordeste a partir do vasto anticiclone siberiano, sendo intensificada pela conjugação de ar mais frio na Bacia de Taipé. Como parte do resto do norte da ilha Formosa, as temperaturas diurnas de Taipé muitas vezes ficam acima de 26 graus Celsius durante um dia de inverno quente, enquanto pode mergulhar abaixo dos 26 graus Celsius durante a tarde de um verão chuvoso. Frentes frias ocasionais durante os meses de inverno pode derrubar a temperatura diariamente para 3-5 graus Celsius, embora as temperaturas raramente fiquem abaixo de 10 graus Celsius.[12]

LEIA BEM MAIS, CLIC:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Taip%C3%A9
Panorama da cidade a partir da Montanha do Tigre, com destaque para o Taipei 101.

Taipé é o lar de 2 686 516 habitantes (2013), enquanto a área metropolitana tem uma população de 7 028 583 pessoas.[2] A população da cidade propriamente dita tem vindo a diminuir nos últimos anos, enquanto a população do adjacente de Nova Taipé tem vindo a aumentar. A perda de população, enquanto rápida em seus primeiros anos, foi estabilizada por um desenvolvimento de menor densidade e por campanhas destinadas a aumentar a taxa de natalidade na cidade. A população começou a aumentar novamente a partir de 2010.[2][13][14]
Devido à geografia e localização da cidade, na Bacia de Taipé, bem como pelos diferentes graus de desenvolvimento econômico de seus distritos, a população de Taipé não está distribuída uniformemente. Os distritos de Daan, Songshan e Datong são os mais densamente povoados. Estes distritos, juntamente com as comunidades adjacentes, como Yonghe e Zhonghe, contém alguns dos bairros mais densamente povoadas do mundo.[13]
Em 2008, a taxa de natalidade situou-se em 7,88%, enquanto a taxa de mortalidade foi de 5,94%. Uma população envelhecida e que cresce menos rapidamente é uma questão importante para a cidade.[13] No final de 2009, uma em cada dez pessoas em Taipé tinha mais de 65 anos de idade[15] Os moradores que tinham educação universitária ou superior representavam 43,48% da população e a taxa de alfabetização era de 99,18%.[13]
Como o resto de Taiwan, Taipé é composta de quatro grupos étnicos principais: hokloschineses continentaishacás e aborígenes.[13] Embora os hoklos e chineses continentais formem a maioria da população, nas últimas décadas, muitos hacás mudaram-se para a cidade. A população aborígene em Taipé é de 12.862 pessoas (<0,5%), concentrada principalmente nos bairros suburbanos. Estrangeiros (principalmente da IndonésiaVietnã e Filipinas) foram estimados em 52.426 pessoas no final de 2008.[13]

Taipé é um município especial que é diretamente administrado pelo poder executivo de Taiwan. O cargo de prefeito existe desde a conversão de Taipé para um município administrado centralmente em 1967 até a primeira eleição pública, realizada em 1994.[16]
O prefeito tem um mandato de quatro anos e é eleito pelo voto popular direto. O primeiro prefeito eleito foi Chen Shui-bian, do Partido Democrático Progressista. Ma Ying-jeou tomou posse, em 1998, por dois mandatos, antes de entregá-lo para Hau Lung-pin que venceu a eleição de 2006, em 9 de dezembro de 2006. Tanto Chen Shui-bian quanto Ma Ying-jeou se tornaram presidentes do país.[17] posteriormente.
Panorama do Memorial Chiang Kai-shek


Centro Financeiro

Como o centro da maior aglomeração urbana de Taiwan, Taipé tem estado no núcleo do rápido desenvolvimento econômico do país, sendo que se tornou uma das cidades globais na produção de alta tecnologia e de seus componentes.[19] Isto faz parte do chamado “Milagre de Taiwan“, que tem visto um crescimento dramático na cidade após o investimento estrangeiro direto a partir dos anos 1960. Taiwan é hoje uma economia credora, com uma das maiores reservas cambiais do mundo, com mais de 403 bilhões de dólares (dezembro de 2012).[20]
Apesar da crise financeira asiática, a economia continua a expandir-se a cerca de 5% ao ano, com praticamente pleno emprego e inflação baixa. Em 2007, o PIB nominal da cidade era de quase 160 bilhões de dólares, enquanto a região metropolitana de Taipé tinha um PIB (nominal) de cerca de 260 bilhões de dólares, números que a colocam entre as maiores economias urbanas do mundo. O PIB per capita de Taipé é de 48,400 dólares, o segundo mais alto na Ásia depois de Tóquio, que tem um PIB per capita de 65.453 dólares.[21]
Taipé e seus arredores são a principal região industrial de Taiwan, que consiste em indústrias dos setores secundário e terciário. A maioria das principais fábricas do país que produzem têxteis e vestuários estão localizadas na cidade; outras indústrias incluem a fabricação de produtos eletrônicos e seus componentes, máquinas e equipamentos elétricos, materiais impressos, equipamentos de precisão, além de alimentos e bebidas. Marcas nacionais como a ASUS,[22] Chunghwa Telecom,[23] Mandarin Airlines,[24] Tatung,[25] Uni Air[26][27] e D-Link têm sede na cidade.[28]
construção naval, incluindo iates e outras embarcações de lazer, é feita no porto de KeelungServiços, incluindo os relacionados com comérciotransportes e serviços bancários, tornam-se cada vez mais importantes na economia.[29]

Turismo
turismo é um componente pequeno, mas significativo da economia local.[30][31] Taipé tem muitas atrações turísticas e contribui com uma quantidade significativa dos 6,8 bilhões de dólares gerados pela indústria do turismo em Taiwan.[32] Em 2013, mais de 6,3 milhões de visitantes estrangeiros visitaram Taipé,[33] injetando 10,8 bilhões de dólares na economia da cidade.[34]

https://pt.wikipedia.org/wiki/Taip%C3%A9

Francamente: ri-dí-cu-lo!

Casal coberto com a proteção de plástico — Foto: Thibault Camus/AP
Restaurante francês cria cápsulas de plástico para proteger clientes contra a Covid-19
A proteção é suspensa no teto do restaurante. Medidas estão sendo adotadas por restaurantes locais após o governo anunciar a reabertura do comércio no país.
Por G1


Os protetores de plástico foram batizados “Plex’eat” e se assemelham a grandes abajures transparentes suspensos no teto. Os fabricantes informaram a agência Associated Press que receberam mais de 200 encomendas em todo o mundo, incluindo França, EUA e Japão.

LEIA MAIS, CLIC:

https://g1.globo.com/turismo-e-viagem/noticia/2020/05/29/restaurante-frances-cria-capsulas-de-plastico-para-proteger-clientes-contra-a-covid-19.ghtml
Abundância - Parte II
OS CIENTISTAS DA NOVA ERA- Dr Deepak Chopra-As 7 Leis Espirituais ...
Deepak Chopra
é um médico indiano radicado nos Estados Unidos. É formado em medicina pela Universidade de Nova Deli. É também um escritor e professor de ayurveda, espiritualidade e medicina corpo–mente. Wikipédia
Nascimento: 22 de outubro de 1946 (idade 73 anos), Nova Delhi, Índia
CônjugeRita Chopra (desde 1970)
FilmesDecoding DeepakO Efeito SombraMAIS
FilhosMallika ChopraGotam;Chopra Chopra
Nacionalidade: Indiano, Americano
We are Powering Digital Deepak, Dr. Chopra's Own AI, with many ...
How Deepak Chopra, expert on wellness, spends his Sundays | Health ...
How Deepak Chopra, Wellness Expert, Spends His Sundays - The New ...
Finding Connection Through Yoga: Deepak Chopra's Yoga Sequence to ...
Deepak Chopra on Twitter: "Yoga rewires the brain and activates ...
Deepak Chopra participa de congresso em São PauloVida&Arte
Deepak Chopra On Managing Stress During The Coronavirus Pandemic ...
Deepak Chopra Urges Kindness Toward 'Trumps of the World,' Gives ...
Deepak Chopra Has Mastered the Seven Spiritual Laws of Big Fit ...
10 livros que podem transformar sua vida para melhor

10) O Monge e o Executivo
Livros de autoconhecimento: O monge e o executivoLivro curto e de fácil leitura conta a história de um executivo que querendo se desenvolver e cansado de sofrer tantos reveses em sua vida vai buscar entendimento em um mosteiro onde um monge ensina as pessoas gratuitamente a mudarem seus paradigmas e enxergarem a vida de maneira mais harmônica e leve e, ainda assim, alcançarem mais resultados pessoais e profissionais do que obtinha em sua forma de pensar e agir anterior.
O livro tem como principal foco a explanação sobre o serviço ao próximo com gentileza para se construir relações saudáveis e alcançar resultados duradouros.
 
09) Como fazer amigos e influenciar pessoas
Como Fazer Amigos e Influenciar PessoasPor mais que o nome do livro pareça bastante marketeiro, foi escrito em 1936 e revolucionou a forma como os formadores de opinião que ocupavam cargos de chefia nos EUA e em todo o mundo enxergasse a relação funcionário-patrão. Naquela época havia assédio moral, imposição e coerção excessivas dos patrões para seus subordinados.

Dale Carnegie explica neste livro formas de harmonizar seus relacionamentos e aplicar práticas de influência positivas focando no bem para si mesmo e ao outro.
 
08) Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes
7 hábitos das pessoas altamente eficazesConsiderado um dos livros de negócios mais influentes de todos os tempos pela revista Forbes, foi escrito pelo consultor estadunidense Stephen R. Covey. Quem pega o livro para ler, acha que irá expandir exclusivamente sua visão para os negócios, mas Covey fala de relações familiares, afetivas e até mesmo com desconhecidos. É um livro que contribui para a evolução completa do leitor.
O texto explana sobre os 7 principais hábitos que as pessoas de sucesso real aplicam em suas vidas para alcançar resultados extraordinários e melhorar seus relacionamentos consigo mesmo e com os outros.
 
 
07) O Poder do Agora
Livros de autoconhecimento: O Poder do Agora Você poderá descobrir o seu potencial interior com esse livro que combina conceitos de diversas tradições espirituais. O alemão Eckhart Tolle elaborou um manual prático que nos ensina a tomar consciência dos pensamentos e emoções que nos impedem de vivenciar a alegria e a paz que estão dentro de nós.
Uma ótima primeira leitura para quem quer adentrar o mundo do autoconhecimento e espiritualidade independente de religião.

 
06) As sete leis espirituais do sucesso
As sete leis espirituais do sucessoParece mesmo haver   algo místico no número sete. Mais um livro que traz este número e que busca nos mostrar como alcançar o sucesso de maneira equilibrada e não linear, quebrando paradigmas sobre conceitos padrões de se buscar resultados concretos.

O autor Deepak Chopra irá explicar as sete leis da natureza que corroboram com aqueles que as entendem e aplicam em suas vidas para praticar o bem a si mesmo e aos outros.
 
 
05) O Barco Vazio
Livros de autoconhecimento: O Barco VazioO guru espiritual Osho nos leva a uma viagem interior profunda e sem volta… pelo menos comparado ao que eramos antes. A reforma interior causada por este livro inicialmente parece nos assustar, pois muitos conceitos, crenças e certezas que temos sobre a vida começam a ser questionados e começamos a enxergar realmente como o fluxo da vida tende a acontecer.
Uma limpeza no quintal sujo e sem vida para dar lugar ao surgimento de um terreno fértil para novas plantações.
 
 
04) Liberte-se do Passado
Liberte-se do PassadoComo seria se jogássemos todos os nossos conceitos, opiniões, ideias fixas, certezas, pontos de vista, crenças, posicionalidades, julgamentos, que nos apoiamos até hoje para mostrarmos aos outros que temos razão, em um triturador? A sensação muito provavelmente seria a mesma que a de ler este livro do guru espiritual Jiddu Krishnamurti.
Libertar-se do seu passado nada mais é do que libertar-se da escravidão que o sofrimento nos causou até os dias de hoje para conhecer algo novo e belo.
 
 
03) Autobiografia de um Iogue
Autobiografia de um IogueParamahansa Yogananda é um hindu-cristão que trouxe os ensinamentos sobre uma das formas de Yoga para os EUA no início do século 20. Sua missão era mostrar, através deste livro que conta os aprendizados que obteve de seu mestre na Índia, que a fé e a entrega a um caminho espiritual verdadeiro nos permite alcançar o que quisermos e propagarmos o bem, mas para isso, temos que vencer um grande inimigo: o ceticismo.
Para as pessoas que buscam entender mais ou são curiosos sobre práticas de meditação, yoga ou a cultura hindu, este é um bom livro para vencer muitas barreiras.
 
 
02) Bhagavad Gita
Bhagavad GitaA história milenar de Krishna, o representante da Consciência Divina, e Arjuna, o aspirante espiritual, discorre sobre a guerra entre dois impérios. O primeiro exército representa o estado de consciência espiritual, benevolente e amoroso com tudo o que vive, e o segundo representa o nosso ego, que busca prazeres e recompensas de curto prazo acima de qualquer coisa.
Este é um livro que mostra de maneira prática como identificar o nosso ego e evoluir no caminho espiritual através do autodomínio.
 
 
 
01) Deixar ir: O caminho do Desapego
Se você já sonhou um dia em ter um guia prático de como evoluir profundamente de maneira simples e obter respostas para todos os problemas e conflitos que surgem em sua vida, muito bem, talvez este seja um verdadeiro presente para você.
Neste livro o PhD e MD David R. Hawkins explica como você pode resolver o que te incomoda e faz sofrer e abrir espaço para uma vida plena e repleta de alegria, amor, compaixão, paz, perdão, harmonia, felicidade, bondade e generosidade, diminuindo cada vez mais as oscilações das emoções que nos tiram do eixo ou sugam a nossa energia.
Para aqueles que têm dificuldade em acreditar em conceitos que parecem ser fáceis demais e soam até mesmo como “mágicos”, recomendo iniciar a leitura deste autor pelo livro Poder vs. Força que comprova cientificamente os conceitos aplicados em todas as suas demais obras.
Boa leitura e boas práticas!

Vitor Esprega

Vitor Esprega é Autor de 4 livros, Treinador de Alta Performance, Mentor Estratégico de Líderes e Empresários e Sócio da Pandora Treinamentos. Possui mais de 60 mil horas de estudos e práticas nas áreas de desenvolvimento humano, liderança e empreendedorismo. É pós-graduado em Psicologia Positiva e Coaching pela Universidade Monteiro Lobato em parceria com o Instituto Brasileiro de Coaching – IBC, certificado em MBA Marketing, bacharelado em Publicidade e Propaganda e graduado em Gestão de Comunicação Empresarial pela Universidade Anhembi Morumbi.

https://www.queroevoluir.com.br/10-livros-que-podem-transformar-sua-vida-para-melhor/
Deepak Chopra - Deepak Chopra Photos - 2017 PTTOW! Summit: Love ...
Deepak Chopra on Consciousness and Love. | elephant journal
Puxa… ele só calça VERMELHO? Não sabia…
Deepak Chopra on Twitter: "Feeling tall with @CameronNewton… "
Tao and Deepak on FB Live | Power Living Today
Deepak Chopra on Twitter: "Good Morning from La Jolla https://t.co ...
Doze segredos para viver mais e melhor por Deepak Chopra
Doze segredos para viver mais e melhor por Deepak Chopra
Para a formação de hábitos saudáveis, é imprescindível insistir até que se tornem enraizados em sua rotina


Segundo o mestre e doutor da nova era Deepak Chopra, uma vida longa e saudável vai muito além do que ter bons genes e depende da construção de hábitos saudáveis. Hábitos – bons e maus – integram a vida cotidiana. Para a formação de hábitos saudáveis, é imprescindível insistir até que eles se tornem enraizados em sua rotina.

Um estudo publicado em 2004 revelou quais os hábitos das pessoas que estão na “zona azul”: correspondem àqueles que são centenários e desfrutam um estilo de vida mais saudável. As zonas azuis são: Loma Linda (Califórnia), Nicoya (Costa Rica), Sardenha (Itália), Ikaria (Grécia) e Okinawa (Japão).


1 – Permanecer fisicamente ativo
O USDA recomenda que adultos em qualquer idade devem fazer pelo menos 250 minutos de exercício a cada semana. Isso pode incluir atividades suaves, como caminhada e natação, que também são benéficas porque minimizam o impacto nas articulações, e alguns tipos de atividade de levantamento de peso – como musculação, dança ou basquete. Aqueles que praticam yoga – especialmente yoga restaurativa – podem se beneficiar de várias maneiras, pois melhora o equilíbrio, a estabilidade e fortalece os músculos, diminuindo as chances de quedas para pessoas mais velhas, melhorando a flexibilidade e articulações, a respiração, diminuindo a pressão do sangue, a ansiedade, e ajudando a prática do mindfulness, entre outros.

2 – Controle de porções
O excesso de calorias leva ao ganho de peso e eleva riscos à saúde. Aprender a controlar suas porções pode ser um saudável hábito alimentar. Por exemplo, os okinawans praticam “Hara hachi bu” antes das refeições, um mantra confuciano que os lembra de parar de comer quando seus estômagos estão 80% cheios. A diferença de 20 por cento entre não estar com fome e sentir-se satisfeito poderia ajudar a perder peso. “Rituais como esse também fornecem uma pausa na vida cotidiana, forçando as pessoas a desacelerar e prestar atenção aos seus alimentos”, diz Buettner. “Ikarianos, sardos, costarriquenhos e adventistas – todos começam as refeições fazendo uma oração. Os habitantes de Okinawa também comem pequenos pratos para limitar a quantidade de comida. Dê uma olhada no tamanho dos pratos no seu armário, você pode querer investir em pratos menores para ajudar no controle das porções.

3 – Preencha grande parte de seu cardápio com a dieta plant-based
Em geral, os centenários comem uma grande quantidade de vegetais, frutas e pequenas quantidades de carne vermelha. Tendem a ser ricos em antioxidantes e fibras frutas e vegetais, como tomate, cebola, abóbora, raízes, tubérculos e feijão. Grãos integrais também são frequentemente incluídos nas dietas da zona azul, na forma de pães ou cereais.

4 – Coma alimentos oriundos de produtores locais
A maioria dos centenários come frutas e legumes produzidos em casa ou produtos orgânicos cultivados localmente. Essa pratica não só promove um senso de comunidade (outro fator da longevidade), mas também permite comer sazonalmente, o que significa que as frutas e vegetais serão mais ricos nutricionalmente, além de ficarem longe de pesticidas.

5 – Socialize
Os habitantes da zona azul têm isto em comum: eles se reúnem. Passar tempo de qualidade com pessoas que pensam da mesma maneira em sua comunidade traz felicidade e um senso de propósito. Relacionamentos próximos, de fato, parecem ser uma chave vital para a longevidade. Um estudo de meta-análise examinando mais de 300.000 indivíduos concluiu que relações sociais podem influenciar a mortalidade tanto quanto fatores de risco como fumar e beber, e realmente ter um impacto maior do que fatores de risco como inatividade física e obesidade.

6 – Tenha uma rotina de refeições
Os habitantes da zona azul tendem a comer três refeições por dia e não costumam fazer lanches. A menor refeição geralmente é o jantar e, depois, eles não comem mais nada. Adotar esse hábito dependerá do seu horário de vida (jantar pode ser sua primeira refeição do dia, dependendo de suas horas de trabalho).

7 – Consuma álcool moderadamente
Beber álcool em excesso pode causar danos ao fígado, doenças, câncer e outros riscos à saúde. Também pode aumentar a chance de violência, acidentes automobilísticos e lesões por quedas. Se você bebe, faça isso com moderação. Muitos centenários em Okinawa, Sardenha e Icaria desfrutam de uma quantidade moderada de álcool (vinho e saquê), enquanto outros, como os adventistas do sétimo dia em Loma Linda, abstêm-se de beber todos juntos.

8 – Seja voluntário
Acostume-se a servir. Ofereça-se para ajudar seus vizinhos, dedique tempo e energia e seja voluntário em uma ONG. Servir diminui a taxa de mortalidade e preenche o espirito com satisfação e alegria.

9 – Faça suas refeições com família e amigos
Comer é como uma experiência social na qual você pode desacelerar, ser presente e se conectar com os outros. Buettner diz: “As refeições são celebrações, um momento para dizer obrigado, falar sobre problemas e criar laços em família. Por via de regra, as pessoas das zonas azuis nunca comem sozinhas, nunca comem em pé e nunca comem com uma mão no volante”.

10 – Mantenha-se hidratado
A hidratação é importante em qualquer idade, mas é particularmente importante para os adultos mais velhos. Indivíduos mais velhos tendem a reter menos água do que os mais jovens, devido à diminuição da massa corporal magra, embora isso esteja também relacionado à diminuição da ingestão ou a declínio da função renal. Esse fator pode aumentar seu risco de desidratação crônica. A pessoa média requer aproximadamente 1ml de líquidos para cada caloria consumida. Portanto, se você consumir uma média de 1.800 calorias diárias, precisa de cerca de 1,8 litros de líquidos. Preocupado com café? Um estudo no Journal of Human Nutrition e Dietetics concluíram que a ingestão diária de café como parte de um estilo de vida não está associada à desidratação. Dito isso, é bom manter em mente que a água é o padrão ouro para a hidratação, e a ela devemos dar prioridade na hora de nos hidratarmos.

11 – Melhore sua memória e sua agilidade mental
Exercitar sua mente pode ser tão importante quanto exercitar seu corpo. Adicionar quebra-cabeças e atividades de aprendizagem que suportam agilidade mental na sua rotina semanal não apenas aumenta sua memória, mas também protege contra o envelhecimento e certos tipos de demência, alem de melhorar a qualidade vida. Ficar mentalmente ativo em toda a sua vida é essencial para manter sua memória afiada e seu cérebro na melhor forma possível. Há muitas atividades que podem ajudar a manter seus neurônios disparando, como: leitura, palavras cruzadas, jogos de memória ou estratégia, quebra-cabeças. Mas, se você está procurando algo que realmente cause um grande impacto em seu cérebro, faça da educação continuada um hábito. Continue desafiando seu cérebro envolvendo-se em atividades e habilidades inteiramente novas para você, para criar novas vias neurais. Em uma palavra: cross-train. Aqui estão três ideias para mover seu cérebro: aprenda algo novo, desafie-se a desvendar enigmas e jogos, e varie sua rotina experimentando novas rotas, mudando de restaurantes preferidos.

12 – Tenha um sono reparador
Ter um sono reparador regular é a chave para se manter saudável e vital. Ainda assim, essa recomendação é muitas vezes negligenciada. A falta de sono repousante (predominante em nossa cultura) cria desequilíbrios no corpo, enfraquece nosso sistema imunológico e acelera o processo de envelhecimento. Geralmente, precisamos de seis a oito horas de sono tranquilo por noite. Sono reparador significa que você está dormindo profundamente sem a ajuda de produtos farmacêuticos ou álcool para cair no sono. Você sabe que está dormindo bem se acordar se sentindo energético e vibrante. Para obter um sono da mais alta qualidade, siga os ritmos circadianos naturais, indo para a cama por volta das 22h e acordando às 6h.

https://www.metropoles.com/bela-jornada/doze-segredos-para-viver-mais-e-melhor-por-deepak-chopra
DEEPAK CHOPRA AND OPRAH WINFREY -THE 21 DAY ONLINE MEDITATION | I ...
DEEPAK CHOPRA AND OPRAH WINFREY -THE 21 DAY ONLINE MEDITATION
VAMOS FAZER?
💞🌹 💞🌹 💞🌹 💞🌹 💞🌹 💞🌹 💞🌹💞🌹 💞🌹 💞🌹 💞🌹 💞🌹 💞🌹 💞🌹💞🌹 💞🌹 💞🌹 💞🌹 💞🌹 💞🌹 💞🌹💞🌹 💞🌹 💞🌹 💞🌹 💞🌹 💞🌹 💞🌹

Quem era PADRE PIO?